Aves tinham lesões no bico e cabeça, que podem ter sido causadas pelas condições precárias de transporte. Policiais encontraram ainda quatro cágados-de-barbela

Duzentos animais silvestres foram resgatados na madrugada desta terça-feira (18), no quilômetro 444 da BR-101, região do município de Ubaitaba, no sul da Bahia.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), agentes localizaram um condutor de um veículo engatando marcha ré ao perceber a presença policial. Eles conseguiram alcançar o automóvel e, durante a revista no interior do veículo, encontraram gaiolas vazias.

Ao ser questionado pelos agentes, o motorista informou que estava transportando duas aves da espécie papa-capim. Ao fim da revsita, no entanto, os policiais encontraram caixas escondidas que continham 200 aves silvestres, que estavam sendo transportadas de forma ilegal.

Entre as espécies resgatadas, estavam a papa-capim, azulão, canário-da-terra, maria-fita e trinca-ferro. Além das aves, os policiais encontraram quatro cágados-de-barbela. De acordo com informações da PRF-BA, as aves tinham lesões no bico e cabeça, que podem ter sido causadas pelas condições precárias de transporte.

O condutor, que não teve a identidade revelada, alegou em depoimento que os animais seriam revendidos no município de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador. Um Termo de Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi registrado contra ele, que irá responder na Justiça com base na legislação ambiental por crime de tráfico de animais silvestres.

Nestes casos, de acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), para cada animal que estiver na lista de extinção, a multa é de R$ 5.000. Para os que tiverem fora da lista, R$500. O veículo e os animais foram encaminhados para o órgão ambiental do município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui