Acidente com caminhão tanque na BR-393 deixou pelo menos cinco mortos

Postado dia 22/11/2013 | Tags:, , , , | 0 comentário

Os corpos de mais duas vítimas foram encontrados na manhã de ontem, quinta-feira (21), no km 274 da Rodovia Lúcio Meira (BR-393), em Barra do Piraí, onde um caminhão-tanque bitrem pegou fogo ao colidir com um micro-ônibus, na quarta-feira, na Curva do Aterrado.

O número de vítimas fatais chega a cinco, e a única que foi identificada é Roberto dos Santos, de 51 anos. Ele morreu na madrugada de quinta-feira enquanto era submetido a uma cirurgia na Santa Casa de Barra do Piraí.

No dia do acidente foram confirmados dois mortos, sendo eles um homem que morreu a caminho do hospital e outro que acabou carbonizado dentro do ônibus. No final da manhã de ontem, quando os Bombeiros avaliavam os estragos e procuravam por mais vítimas, encontraram outras duas ossadas sob os destroços do micro-ônibus. Devido à carbonização, a identificação das vítimas terá que ser feita através de exame de DNA.

Caminhão tanque

Das dez vítimas do acidente que foram socorridas para a Santa Casa de Barra do Piraí, ainda permanecem internados Carlos Alberto dos Santos Lima, de 43 anos e Fabio Antônio Barbosa de Oliveira. De acordo com o hospital, Devanir Costa Filho, de 60 anos, recebeu alta nesta sexta-feira.

A unidade informou na manhã de hoje que Carlos Alberto se encontra em recuperação pós-operatória e passa bem, já Fábio Antônio Barbosa permanece na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e seu estado de saúde é grave.

Marcus Vinícius da Silva, Marco Antônio Rezende da Silva e o motorista do caminhão, Alex Melbon Grilo, continuam internados no Hospital São João Batista, em Volta Redonda. De acordo com a unidade, o estado de saúde de Alex Melbon foi registrado como estável e Marcus Vinicius permanece no CTI (Centro de Tratamento Internsivo) em estado grave. Já Marco Antônio, que também está em estado grave, deve permanecer internado por mais cerca de 20 dias e passará por uma cirurgia plástica.

Já Anderson de Souza Fonseca foi transferido para o Hospital Federal do Andaraí, no Rio, especializado no atendimento de queimados, e Marcio da Silva Felipe foi transferido para o CTI de um hospital em Valença. Ainda não há informações sobre o estado de saúde de ambos.

Segundo informações fornecidas pela Polícia Civil – responsável pela investigação do caso – foram computadas até agora 20 pessoas envolvidas no acidente, sendo 18 trabalhadores da empresa RD Construtora, que voltavam de uma obra no bairro Três Poços, em Volta Redonda, e seguiam para Valença no micro-ônibus, e os motoristas da carreta e do coletivo. A relação de nomes de todos os trabalhadores ainda não foi entregue na delegacia.

 


Notícias Relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *