As maiores causas de acidentes ao volante

Postado dia 15/11/2017 | Tags:, , , , , , , , , , , , | 0 comentário

Todos nós, sejamos condutores ou passageiros, a partir do momento que entramos num carro estamos sujeitos a ter um acidente. Obviamente que não pensamos que o iremos ter, e é normal que assim aconteça. Porém, há procedimentos que podem contribuir para a probabilidade de estarmos envolvidos em acidentes ao volante aumentar ou diminuir. Conheça por isso as cinco maiores causas de acidentes ao volante, numa lista organizada pelo site lowpriceinsuranceprice.com. Os dados reportam-se aos EUA, porém, as práticas em causa são algo a que, certamente, assistimos um pouco por todo o mundo. Conheça-as percorrendo a galeria em cima ou vendo os tópicos em baixo.

Distrações ao volante: as causas são várias, desde a utilização de telemóveis para escrever mensagens ou atender chamadas, como mudar a estação de rádio ou navegar pelas várias funcionalidades do veículo, seja diretamente no ecrã touchscreen, através dos botões ou comando rotativo. Segundo um estudo da University of Utah, o simples facto de tirarmos os olhos da estrada para aceder a alguma funcionalidade faz com que possamos precisar de até 27 segundos para voltarmos a estarmos de novo devidamente focados na condução;

Conduzir depois de beber: este é um tema ‘clássico’ e óbvio, mas continua a ser ‘protagonista’ neste tipo de listas, sendo a segunda maior causa de acidentes ao volante nos EUA;

Conduzir com más condições meteorológicas: nos EUA, entre 2002 e 2012, houve 1.3 milhões de acidentes ano devido às más condições meteorológicas, no caso, nevoeiro, chuva torrencial, gelo e estradas molhadas;

Excesso de velocidade: em 2015 contribuiu para 27% do total de acidentes mortais nos EUA, sendo uma das principais causas de acidentes nos últimos 20 anos.

Problemas mecânicos: pneus que já passaram em muito a sua vida útil de utilização, travões ineficazes ou uma direção que não se encontra nas melhores condições, são exemplos de uma coisa, falta de manutenção do veículo. Entre as causas apontadas para tal estão evitar gastar dinheiro com este tipo de revisões, ou a impossibilidade de poder deixar o carro na oficina, ficando sem ele durante um determinado período de tempo.

Fonte: Auto+


Notícias Relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *