Estrada se estende por cerca de 18 km ligando os distritos de Dorândia e São José do Turvo. Condição precária da via danifica os veículos

Muitos buracos, mato alto e falta de iluminação… são alguns dos problemas enfrentados pelos motoristas que passam pela estrada de São José do Turvo (RJ-141), em Barra do Piraí, na região Sul do estado.

“A estrada tá muito ruim. Não dá pra ‘mexer’ com essa estrada não. Cheia de buracos, acaba com tudo. Está feia a coisa”, reclamou um motorista que costuma acessar a rodovia.

A rodovia se estende por cerca de 18 km ligando os distritos de Dorândia e São José do Turvo. A maior parte da viagem é por chão de terra batida, sem asfalto e acostamento, com buracos e mato alto contornando a pista.

O asfaltamento de toda a estrada é uma reivindicação antiga dos motoristas e moradores das duas comunidades que costumam usar a rodovia estadual. Mas, pelo jeito, as melhorias não têm prazo para acontecer.

Muitas pessoas possuem chácaras, sítios ou até mesmo moram próximo à RJ-141. Por passarem frequentemente pela estrada com frequência, os carros desses motoristas apresentam problemas mecânicos, segundo eles.

“Nunca foi feito asfalto aqui. Sempre só remendos e medidas paliativas. Isso tá acabando com a suspensão dos nossos automóveis, tem que fazer manutenção duas vezes por ano. É um transtorno e quando chove piora muito”, contou o médico veterinário, Cláudio Jankovitz.

Até os ônibus que fazem o percurso entre os distritos sofrem com o estado de conservação da via. No começo, do mês, inclusive, um coletivo chegou a atolar.

“Essa semana mesmo, com essa chuva aí, ele [ônibus] ‘dormiu’ na estrada. Atolou, ficou agarrado, não conseguiu andar. Anos atrás a estrada era boa, mas agora, de quatro anos pra cá tá horrível”, disse o motorista de ônibus, Geraldo José Barbosa.

A reportagem do RJTV entrou em contato com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para saber se há previsão de melhorias para a rodovia de São José do Turvo, mas a questão não foi respondida.

Fonte: www.g1.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui