Corpos de mortos do acidente do micro-onibus que explodiu só serão identificados pelo DNA

    O Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava, na região Central do Paraná, informou ontem à noite a relação de cinco pessoas mortas, e já identificadas por familiares.

    Além do proprietário da empresa de transportes, Darci Borges, morreram os passageiros Faustino Dias Marins, Alex Santos de Souza, Joel de Melo, Nivaldo de Morais e Josiane Andrea Batista da Cruz.

    Outros cinco corpos estão carbonizados (entre eles o do segundo motorista da empresa, Fradac Antonio de Paula) e só serão identificados por meio de exame de DNA, a ser feito pelo IML de Curitiba.

    Quatro pessoas estão em estado grave: Felipe Rodrigues de Almeida, 25; Josenildo Santos Andrade, 36; Marcos de Córdova, 29, estão na UTI do Hospital Santa Tereza. Já Elaine Pereira Borges, 24, está na UTI do Hospital São Vicente de Paulo.

    Cinco passageiros estão internados na enfermaria do São Vicente, também em Gua­rapuava, com escoriações: Isanilde Pierobom, 36; Fábio Reis Gonçalves, 29; Luis Carlos Altoé, 28; Antonio Carlos de Souza, 38; e Eliseu Souza Paim, 23.

    Também ficaram feridos, mas já receberam alta: Edenilson José de Souza, 47 (motorista do caminhão-tanque); Bruna de Oliveira, 24; Adriana Martins, 25; Francisco de Souza Araújo, 34; e Mariluce Bibiano Dias Araújo, 31.

    Entenda o acidente

    Uma roda que se soltou de um caminhão fez o motorista de um micro-ônibus perder o controle do veículo e bater de frente com um caminhão tanque, explodindo em seguida. A tragédia aconteceu às 20h30 de sábado na BR-277, em Guarapuava, na região Central, e matou 11 pessoas, deixando mais 14 feridos. Quatro passageiros do micro-ônibus ainda estão internados em unidades de terapia intensiva (UTI) de hospitais de Gua­ra­puava. Cinco pessoas permanecem hospitalizadas, mas não correm riscos, e cinco já receberam alta.

    Óbitos

    Ontem, mais três pessoas morreram nas rodovias da região de Guarapuava, confirmando a situação de vulnerabilidade na região.

    Um Kadet capotou na BR-373, próximo a Irati, deixando cinco feridos. Eles foram encaminhados à Santa Casa de Misericórdia de Irati, mas duas das vítimas, Elaine Oliveira da Silva e Ramiro Edling Amaral (idades não fornecidas), morreram no hospital.

    Na PR-466, em Turvo, um Gol bateu de frente com um caminhão. O motorista do Gol, Antonio Eurico de Andrade, 50 anos, morreu na hora.


    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here