DER intensifica recuperação de estradas durante o período chuvoso

Postado dia 13/4/2018 | Tags:, , , , , , , , , , | 0 comentário

Ao todo 6.000 quilômetros de rodovias estaduais estão sob responsabilidade do DER-PI.

A força da água associada ao desmatamento e a impermeabilização do solo por conta da agricultura tem prejudicado as rodovias estaduais. Na última quarta-feira (11), houve um deslizamento de terra na PI 113, entre os quilômetros 7 e 9, que ligam Teresina a José de Freitas. Uma equipe do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PI) deslocou-se com escavadeiras até o ponto e fez o desbloqueio da pista.

“Estamos desempenhando um trabalho rápido no reparo das rodovias, mas também de prevenção. No último fim de semana, fizemos vistoria nas rodovias estaduais que ligam os municípios de Caldeirão Grande, Piripiri, Piracuruca, Barras, Nossa Senhora dos Remédios, Joaquim Pires, Caraúbas, Caxingó e Bom Princípio. Estamos preparando as Ordens de Serviço para a restauração de trechos dessas estradas”, informou Castro Neto, diretor-geral do DER-PI.

Ao todo, 6.000 quilômetros de rodovias estaduais estão sob responsabilidade do DER-PI. O departamento, que conta com uma equipe só para reparos das rodovias, mudou a metodologia de trabalho na operação tapa-buraco. “Antes, apenas o buraco era coberto com asfalto. Hoje em dia recortamos o trecho esburacado e colocamos um novo asfalto no local. Assim evitamos que a infiltração de água da chuva provoque erosão e consequentemente novos buracos”, afirmou Chico Filho – diretor da engenharia de manutenção.

Erosão, retenção de água e entupimento dos bueiros são os maiores inimigos das rodovias estaduais nesse período chuvoso. Mês passado, por exemplo, o trecho da BR 343 em frente à Hot Sat, na entrada de Teresina, teve parte do acostamento levado pela força da água. O problema é uma questão antiga que está ligada à ocupação desordenada e à falta de bueiros suficientes para o escoamento da água do riacho Itararé que vem desde o bairro Planalto Uruguai.

“A rodovia existe há mais de 50 anos e esse problema surgiu na última década. Na obra de duplicação da BR 343, que já está em andamento, nós colocamos a drenagem necessária para que isso não ocorra mais. Por enquanto estamos trabalhando em regime de urgência e sempre a postos para solucionar os problemas”, disse Matias Sales, engenheiro do DER-PI.

A região dos cerrados piauienses também está recebendo cuidados. Trechos que ficaram comprometidos por conta das últimas chuvas receberão a operação tapa-buracos. Além disso, os 118 quilômetros da transcerrados, de responsabilidade do DER-PI, estão 90% concluídos e em breve as obras da PI 392, na mesma área, serão iniciadas.

Fonte: Governo PI


Notícias Relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *