Empresário de banda de forró culpa motorista de carreta por acidente

Postado dia 15/5/2013 | | 0 comentário

Empresário da banda de forró “Arrasta Chinela”, envolvida em um acidente na estrada na última segunda-feira, esclareceu nessa terça-feira (14/5) que o ônibus do grupo não bateu no fundo da carreta e sim do lado. Segundo Fernando Gusmão, o veículo pesado transportava uma retroescavadeira e resolveu desviar de uma depressão, fechando a pista e dando uma “fechada” no coletivo da banda, que capotou.

De acordo com observações do empresário, a carreta não estava com batedores, e o horário que circulava era fora do que prevê a lei de trânsito. “Um veículo com uma máquina daquele porte só pode circular a partir das 6h da manhã e quando colidiu era 5h30”, pontuou. A carreta pertence à loja de materiais de construção Castelo Forte.

O acidente deixou os 25 integrantes da equipe da banda em estado de choque. Oito deles ficaram feridos, quatro em estado grave. A colisão com a carreta que transportava uma máquina retroescavadeira aconteceu na BA-160, entre os municípios de Paratinga e Bom Jesus da Lapa, no oeste do estado, na manhã de segunda-feira.

Os integrantes com ferimentos leves foram levados a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Bom Jesus da Lapa e liberados em seguida. Os mais graves foram encaminhados para hospitais localizados nas cidades de Botirama, Barreiras e Vitória da Conquista.

A dançarina Nívea Souza Moraes, com joelho fraturado; o técnico de iluminação, identificado pelo prenome de Rogério, com fratura exposta no braço, o motorista, identificado pelo prenome Luiz, fratura no pé e perna, além do guitarrista, Cristian Rei Santos, com traumatismo craniano, foram considerados casos mais sérios.

As condições da rodovia foram questionadas por algumas pessoas. De acordo com observação de motorista que sempre trafega na área, a pista nunca passou por uma reforma completa e sim alguns “remendos”.


Notícias Relacionadas


No tags for this post.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *