Estradas paulistas tem 461 atendimentos de emergência por dia

Postado dia 21/2/2017 | Tags:, , , , , | 0 comentário

O atendimento ao usuário é um dos diferenciais das estradas paulistas. Diariamente são realizados 461 atendimentos emergenciais, em média, nas rodovias estaduais paulistas sob concessão. Isso corresponde a uma média de 19 ocorrências por hora. Em 2016, foram registrados 1.685.315 atendimentos, o que corresponde a um aumento de 39% nas ocorrências em comparação ao ano anterior. Do total de registros de 2016, o menor número foi de atendimentos médicos: 62.840 casos, seguidos por socorro de guincho (368.207) e socorro mecânico (376.690). Completam o total de atendimentos realizados pelas 20 concessionárias que administram as rodovias paulistas mais 877.578 ocorrências de natureza diversa (remoção de sujeira na pista, auxílio para troca de pneus, sinalização etc), registradas a partir de inspeções regulares na pista.

Nos 6,9 mil quilômetros de rodovias paulistas sob concessão, os atendimentos são gratuitos, custeados através da receita da tarifa de pedágio, e não se limitam aos acidentes. No atendimento médico, onde o tempo pode significar vida ou morte, a agilidade é fundamental. O socorro médico emergencial nas rodovias paulistas deve chegar em até 10 minutos no local da solicitação. Para garantir esse padrão de atendimento, as concessionárias dispõem de 147 ambulâncias para socorros em toda a malha concedida.

No atendimento mecânico, é direito do usuário ter seu veículo transportado pelo guincho da concessionária até local seguro, como, por exemplo, um posto de serviços. Os inspetores de tráfego que circulam nas rodovias estão habilitados a auxiliarem na troca de pneus (o usuário pode solicitar ajuda pelo 0800 da concessionária ou em um dos call boxes instalados a cada 1km da rodovia). Além disso, o socorro também pode ser acionado diretamente pelo Centro de Controle Operacional das administradoras das rodovias. Nos CCOs equipes acompanham qualquer ocorrência por câmeras que cobrem a malha rodoviária estadual, além de veículos operacionais que circulam 24 horas por dia, sete dias por semana, monitorando o tráfego.

Por isso, para garantir a tranquilidade durante a viagem, além de fazer a revisão mecânica antes de entrar na rodovia, também é importante ter anotado o número dos telefones dos serviços de atendimento ao usuário das concessionárias responsáveis pelas rodovias que for utilizar. Todas as concessionárias têm serviços gratuitos aos motoristas, com uma estrutura completa que inclui guinchos, equipes de inspeção de tráfego que percorrem as pistas 24 horas por dia, câmeras de monitoramento de tráfego, painéis de mensagem variável, que oferecem informações sobre as condições de tráfego, serviço 0800, telefones de emergência.

Para não entrar nas estatísticas desse tipo de atendimento, além das precauções com o veículo, o respeito às normas de trânsito a e a atenção nas rodovias devem ser redobrados. Antes e durante a viagem, não consuma bebidas alcoólicas e não dirija com sono. O motorista e os passageiros devem usar o cinto de segurança – inclusive no banco traseiro -, respeitar os limites de velocidade, não trafegar pelo acostamento, ultrapassar somente em locais seguros e pela faixa da esquerda, reduzir a velocidade em condições de neblina ou chuva e não jogar lixo nas estradas.

Sempre que ocorrer um imprevisto na rodovia, o usuário deve seguir algumas recomendações de segurança. A primeira medida é parar o veículo em local seguro e comunicar à concessionária, que acionará o atendimento gratuito ao motorista. O motorista deve ser cauteloso não apenas durante o percurso, mas antes mesmo de sair de casa. É importante verificar freios, amortecedores, luzes, óleo, pneus, o nível da água, documentos e equipamentos obrigatórios. O veículo deve estar em perfeito estado, a fim de garantir uma viagem tranquila.

Combustível. Como todo mundo sabe, o combustível é essencial. Logo, não dá para arriscar rodar muitos quilômetros com o tanque na reserva, correndo o risco de não encontrar um posto no momento considerado crítico. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, pane seca é considerada uma infração média, que gera multa de R$ 130,16 e a perda de quatro pontos na carteira do motorista. Além do contratempo e da possibilidade de multa e perda de pontos na CNH, rodar com o tanque quase vazio sobrecarrega o motor e pode danificar a bomba de combustível.

Fonte: Ascom


Notícias Relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *