Governo pavimenta cerca de 2 mil km de rodovias em MS

Postado dia 2/10/2011 | | 0 comentário

O governo do Estado está pavimentando e recapeando cerca de 2.000 quilômetros de rodovias. Somente na região norte do Estado, o governo está realizando o maior complexo de integração rodoviária. São 460 km de novas estradas. Um exemplo é o Distrito de Silvolândia, no município de Coxim. O ponto de partida é na BR-359, numa rodovia que cruza os caminhos da produção, passando por Alcinópolis até a divisa com Goiás. O trecho encontra os trilhos da Ferronorte, que segue até o Porto de Santos gerando um frete mais barato para escoar toda a produção.

A integração também prevê a construção de 235 quilômetros de rodovias e acessos, ligando a BR-359 até a cidade de Costa Rica e pavimentando a MS-436, que liga os municípios de Camapuã e Figueirão à Alcinópolis, na BR-359.

MS-436 – que liga os municípios de Camapuã e Figueirão

No município de Paranaíba, por exemplo, o Estado continua as obras de pavimentação da rodovia MS – 431, no trecho entre a BR-158 e o rio Aporé, na divisa com Goiás, na Lagoa Santa.

A construção de novos caminhos valoriza também o turismo. O governo impõe ritmo acelerado de obras na rodovia Bonito-Bodoquena com a pavimentação de 70 quilômetros. Ali a rodovia corta uma grande área de produção pecuária e de atrativos de ecoturismo que agora poderão ser mais bem explorados. De Bonito ao Pantanal os destinos estarão muito mais acessíveis para o turista por meio desse novo caminho asfaltado.

Passado e futuro

Em Três Lagoas, o governo do Estado investe em infraestrutura e acelera o desenvolvimento com a pavimentação dos 114 quilômetros da rodovia MS-112, em direção à cidade de Inocência. Asfaltar essa via significa deixar no passado as condições ruins de tráfego reclamada há décadas por pecuaristas e também por novos produtores do setor florestal que apostam na região.

Modernidade

A duplicação da rodovia entre Dourados e Itaporã – MS-156 – já está pronta. A pista sinalizada recebeu iluminação, tornando mais ágil e seguro o transporte nessa ligação de cerca de 12 quilômetros. Uma das principais beneficiadas é a comunidade da reserva indígena, contemplada no projeto com pistas locais de tráfego que acabam com riscos de atropelamento. Já em Nova Andradina, o governo também construiu a primeira rodovia estadual duplicada ligando a cidade à Batayporã.

Vai ficar pronta também mais uma obra – a Multivias que é um complexo viário que une a MS-276 e MS-134, desde a saída para Ivinhema na altura do Frigorífico Independência até a saída para Casa Verde – na altura da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. O trecho é de quase sete quilômetros que garante segurança e organiza o trânsito de veículos da cidade.

Os investimentos também chegam a pequenas localidades como o Distrito de Taboco, no município de Corguinho – a 120 quilômetros da Capital. Toda a travessia urbana foi asfaltada.

Capital

A cidade de Campo Grande também está ganhando o Parque Linear do Lagoa. Parte do complexo, uma nova avenida de 10,5 quilômetros vai ligar a Avenida Duque de Caxias ao anel rodoviário, na saída para Sidrolândia. A obra conta com a parceria da Prefeitura de Campo Grande.

Recapeamento urbano e rodoviário

Pela primeira vez, um governo do Estado está ajudando as prefeituras a recuperar o asfalto das vias urbanas. O MS Forte garantiu a aplicação de R$ 80 milhões no recapeamento de ruas e avenidas dos municípios.

Para acelerar o desenvolvimento, o governo está recapeando 530 quilômetros de rodovias estaduais, beneficiando diversas regiões. Nos 34 anos de Mato Grosso do Sul, serão entregues os trechos entre Água Clara e Inocência; o acesso ao município de Pedro Gomes e a ligação Indápolis – Deodápolis até a BR-163.

Um dos mais importantes trechos recapeados é o que liga os municípios de Naviraí e Ivinhema – são 94 quilômetros que atendem uma grande região produtora de alimentos.

O recapeamento também começou a ser feito no coração de Campo Grande, a Avenida Afonso Pena. É o primeiro recapeamento total da avenida que conta com mais de sete quilômetros e meio de extensão. Os investimentos são de cerca de R$ 7 milhões de recursos próprios do governo do Estado.


Notícias Relacionadas


No tags for this post.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *