Operação da PF e PRF libera BR-364 de bloqueio indígena em Comodoro/MT

Postado dia 13/6/2018 | Tags:, , , , , , , , , , , , , | 0 comentário

Decisão da Justiça Federal determinou a desobstrução da via e o fim da cobrança de “pedágio” pelos índios

Em ação conjunta, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça (12), a Operação Via Libero em cumprimento à decisão da 1ª Vara Federal de Cáceres, no Mato Grosso, de desobstrução da BR-364, km 1242, em Comodoro, onde indígenas da etnia Nambikwara bloqueavam a via, exigindo o pagamento de uma espécie de pedágio dos motoristas que passavam pelo trecho.

Conforme vinha acontecendo deste o último dia 22 de abril, na manhã de hoje, cerca de 60 indígenas ocupavam a rodovia e abordavam os veículos quando foram surpreendidos pelas equipes das polícias federal e rodoviária federal. A operação mobilizou cerca de 120 policiais, sendo 71 PRFs, entre os quais 27 integrantes da tropa de choque. Toda a ação foi monitorada pelo helicóptero PRF, que do alto auxiliou as equipes nas buscas em meio a vegetação e nas áreas de acampamento.

Cerca de 40 viaturas foram empregadas na Via Libero, sendo 21 da PRF, que serviram para o bloqueio do tráfego no trecho durante a ação e para a realização de incursões na região a fim de cumprir os mandados de prisões e apreensões em apoio a Polícia Federal. Além disso, a atuação contou também com o apoio de ambulância e médicos do Exército Brasileiro e do resgate e combate a incêndio do Corpo de Bombeiros. Representantes da Fundação Nacional do Índio também acompanharam a ação policial.

Já no final da manhã, a rodovia estava totalmente liberada para o tráfego de veículos leves e pesados. Os materiais, como toras de madeira, que serviam para bloquear ou direcionar o trânsito o local foram retirados da via. Ainda nas primeiras horas da operação, dez índios foram detidos e encaminhados para a Polícia Federal de Cáceres em razão da cobrança ilegal do pedágio que configura o crime de extorsão. A prática ficou comprovada com a apreensão dos talões de recibos que variavam de R$20 a R$50. Arcos, flechas, armas brancas e armas artesanais também foram localizados. Cerca de 18 veículos, entre automóveis e motocicletas foram apreendidos.

Equipes da Polícia Rodoviária Federal permanecerão ostensivamente na BR-364 a fim de dar continuidade ao o efetivo cumprimento da decisão da judicial de mandados de prisão e apreensões, além de buscar garantir a segurança, o direito de ir e vir dos usuários da via.

Fonte: PRF


Notícias Relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *