PRF GO faz várias ações educativas na Semana Nacional do Trânsito

Postado dia 21/9/2018 | Tags:, , , , , , , , , , , , | 0 comentário

Desde o dia 18, quando do lançamento da Semana Nacional do Trânsito (SNT) em Goiás, várias ações têm sido feitas em todas as regiões do estado

Nas delegacias da PRF existem policiais que fazem parte do Grupo de Educação para o Trânsito – GETRAN, e estes servidores estão levando a várias pessoas a mensagem de Segurança Viária, para que todos cheguem em segurança aos seus destinos.

“O grande objetivo é sensibilizar as pessoas em geral, condutores, passageiros, pedestres, crianças, adultos, enfim, a toda a sociedade, para que o Trânsito deixe de ser uma tragédia diária, que atualmente mata mais de 37.000 brasileiros por ano” comenta o Chefe da Seção de Operações da regional da PRF goiana, Inspetor Vinícius Veiga.

Levantamento feito pelo IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, com os dados fornecidos pela PRF, dizem que os acidentes geram um custo bilionário para a sociedade (cerca de R$12,8 bi), sendo que 62% desses custos estavam associados às vitimas dos acidentes, como cuidados com a saúde e perda de produção devido às lesões ou morte, e 37,4% associados aos veículos, como danos materiais e perda de cargas, além dos procedimentos de remoção dos veículos acidentados, segundo levantamento feito pela PRF em 2014.

Isso afeta diretamente a vida de milhares de pessoas e famílias, porque os acidentes quando acontecem de maneira mais grave, refletem diretamente nos hospitais com os atendimentos a vitimados no trânsito, que consomem mais da metade dos leitos de UTI, segundo levantamento recente do Ministério da Saúde.

Também é preciso considerar a perda de produção das pessoas, ou seja, quanto de renda uma vítima de trânsito deixa de auferir, tanto ao longo do período em que esteja afastada das atividades econômicas, como no caso de morte, em relação a sua expectativa de vida.

Impactos Sociais, Econômicos, Familiares e Pessoais dos Acidentes de Trânsito

Os impactos da perda de produção recaem sobre a previdência social e também sobre a família, nas estimativas do IPEA, dos custos dos acidentes de trânsito no Brasil, com base na atualização simplificada das pesquisas anteriores, função de seu empobrecimento. O segundo maior custo é o hospitalar, representando 20% do total.

Outro reflexo é na própria economia do país, pois para cada tipo de acidente há uma perda econômica, por exemplo. Em média, cada acidente custou à sociedade brasileira R$ 261.689, sendo que um acidente envolvendo vítima fatal teve um custo médio de R$ 664.821.

Esse tipo de acidente respondeu por menos de 5% do total de ocorrências, mas representou cerca de 35% dos custos totais, indicando a necessidade de intensificação das políticas públicas de redução não somente da quantidade dos acidentes, mas também da sua gravidade.

Os projetos educativos da PRF, como o Cinema Rodoviário e o Fetran (Festival Temático de Trânsito) são formatados para alcançar a todos os tipos de público, e tem tido muito sucesso desde sua implementação formal, a partir de 2013, quando foram publicadas as normativas que regem essas ações.

Hoje em dia todas os estados brasileiros possuem seus GETRAN e neste dia 21/09 foi o dia escolhido, durante a Semana Nacional do Trânsito para intensificar principalmente o Cinema Rodoviário – Comando, projeto que tem amplo alcance das ações de fiscalização e educação, e aprovação dos usuários alcançados. As atividades referentes à SNT ocorrerão até o próximo dia 25 de setembro.

Fonte: www.prf.gov.br/agencia

 


Notícias Relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *