Programa restaurou 70% da malha federal na Bahia

Postado dia 24/11/2010 | | 0 comentário

Desde 2003 o DNIT investiu no estado da Bahia o montante de R$ 817,8 milhões somente em conservação, restauração e manutenção. Entre outras, as rodovias federais BR-020, BR-030, BR-101, BR-116, BR-122, BR-135, BR-235, BR-242, BR-324, BR-407 e BR-410 foram contempladas. Com isto, mais de quatro mil quilômetros da malha federal baiana (5.815 quilômetros), passou por obras de conservação e restauração, incluindo as emergenciais.

Segundo o Superintendente Regional do DNIT, engenheiro Saulo Pontes, no ano de 2003, a situação das rodovias no Estado era de calamidade. “Então, primeiro tivemos o investimento de R$ 18,7 milhões do Programa Emergencial de Trafegabilidade e Segurança nas Estradas, para 1.450 quilômetros de rodovias”.

Outros R$ 33,7 milhões foram aplicados em contratos de manutenção e conserva de 592 quilômetros de rodovias. De 2009 até agora, com o programa CREMA – Contratos de Restauração e Manutenção – estão sendo investidos R$ 765,3 milhões. “Esses contratos, além de executarem uma intervenção no pavimento no primeiro ano, contam com a conservação do trecho no ano seguinte”, explica o Superintendente.

“EM PERFEITO ESTADO DE CONSERVAÇÃO” – Segundo ele, por meio do CREMA foram restaurados 3.512,6 quilômetros das principais rodovias federais na Bahia. Tal melhoria foi apontada em pesquisa nacional realizada pela CNT recentemente.


Notícias Relacionadas


No tags for this post.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *