Quem trafega pelo acostamento assume o risco de deixar morrer o acidentado

Postado dia 5/1/2018 | Tags:, , , , , , , , , | 0 comentário

Nesta época do ano e nos feriados é comum ver motoristas trafegando pelo acostamento e depois forçando passagem para voltar para a pista. Muitas vezes causam acidentes quando não atropelam pedestres que caminham por essa faixa.

O Coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto, alerta que o motorista que trafega no acostamento assume o risco de ser em parte responsável pela morte de pessoas acidentadas pelo simples fato de dificultar a chegada do socorro para atender vítimas graves. Nessas horas os minutos podem ser a diferença entre a vida e a morte. Ouça o comentário e compartilhe, clicando aqui .

Quem preferir pode ler o texto :

Quem trafega pelo acostamento assume o risco de deixar morrer o acidentado

Nesse período de férias e feriados é comum grandes retenções nas estradas, seja por excesso de veículos ou em decorrência de algum acidente. Nessas horas observamos maus motoristas que trafegam pelo acostamento, contando com a impunidade e agindo como se fossem mais importantes que os demais usuários da rodovia. Frequentemente ficam parados forçando a passagem, quando não causam um outro acidente.
Os acostamentos devem ser utilizados somente em casos de emergência ou para problemas mecânicos. O veículo tem de estar devidamente sinalizado, mantendo ligado o pisca-alerta.
Esses maus brasileiros que trafegam no acostamento esquecem que vidas são perdidas em função da sua atitude porque muitas vezes a equipe de socorro não consegue chegar a tempo de atender as vítimas. Quanto mais rápido o atendimento as vítimas graves de um acidente maior a chance de sobrevivência.
Esse comportamento lamentável contribui para outros acidentes, dentre eles o atropelamento de pedestres que eventualmente estejam se utilizando desta faixa. Veículos de emergência como ambulâncias, bombeiros ou viaturas policiais, essenciais para o atendimento dos acidentes e até liberação da pista ficam retidos ou até impedidos de chegar ao local em função desses motoristas inconsequentes.
Por isso, quando o trânsito estiver parado ou com velocidade reduzida, o condutor responsável jamais vai trafegar no acostamento. Sem contar que é uma infração gravíssima, com perda de 7 pontos na carteira, multa de R$ 574,00 e em caso de ultrapassagem pelo acostamento o valor da multa é de R$ 957,00, podendo chegar a R$ 1.915,00, caso ocorra reincidência dentro do período de até de doze meses.
É importante entendermos que nossas ações no trânsito tem consequências. Trafegar pelo acostamento e atrapalhar a chegada dos socorristas significa que o motorista assume a responsabilidade de contribuir decisivamente para a morte das vítimas de acidente grave. Esse é o fato.

Rodolfo Rizzotto é Coordenador do SOS Estradas e editor do www.estradas.com.br


Notícias Relacionadas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *