Secretário de Transportes de Minas apresentou Plano Emergencial do Anel Rodoviário

Postado dia 17/11/2012 | | 0 comentário

Com o objetivo de apresentar o Plano Emergencial do Anel Rodoviário de Belo Horizonte elaborado pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG), o secretário de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, acompanhado do diretor-geral do DER, José Élcio Monteze, se reuniu com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Jorge Fraxe, em Brasília.

O Plano Emergencial prevê, entre outras intervenções, a criação do serviço de Atendimento Integrado ao Usuário (SAI), similar ao da Linha Verde, com monitoramento permanente ao longo da via 24 horas por dia; painéis móveis de mensagem variável; câmeras de monitoramento; faixa exclusiva para veículos pesados; áreas de escape; melhorias na sinalização horizontal e telas antiofuscantes.

Após o encontro, Melles adiantou que a reunião foi positiva e confirmou a aproximação de Minas com a União. “Já consolidadas outras ações e parcerias como o metrô, o projeto de engenharia do Anel e a PMI do Rodoanel Norte, além de sugestões para as alças Leste e Sul que completam o Rodoanel. O Plano Emergencial abre uma nova perspectiva de parceria”, destacou.

O plano será estudado em conjunto por técnicos do DNIT e do DER. Segundo o secretário, é uma ação em parceria que deverá ser colocada em prática de imediato. “Devemos aguardar com cautela o resultado, pois as ações vão depender da liberação de recursos. O plano deverá ser implantado agora, com o projeto de engenharia sendo realizado, prosseguindo depois com as obras de melhoria em andamento e permanecendo com as obras concluídas, se tornando, no futuro, um modelo de gestão viária”, completou.

Em 05 de novembro, aconteceu a abertura dos envelopes das empresas interessadas em realizar o projeto de engenharia do Anel. A previsão é de que o processo de análise das propostas e homologação da empresa vencedora tenha duração de 55 dias. O prazo de execução do projeto de engenharia é de 450 dias, segundo o edital.

O foco principal do projeto é priorizar a segurança de motoristas e pedestres em toda a extensão, promovendo a reestruturação, melhoria da mobilidade e eliminando os gargalos. O projeto está estimado em R$ 17,4 milhões, são 27,3 km, que vão da BR-040 (bairro Olhos D’Água) até a interseção com a Avenida Cristiano Machado.

Rodoanel Norte

Para o Rodoanel Norte, que fará a ligação entre a BR 381 em Ravena até a BR 381 em Betim, com extensão de 62 km, foi lançado um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), onde a iniciativa privada deverá contribuir para a execução do projeto e administração deste trecho, que deverá receber boa parte do tráfego de 140 mil veículos que circulam pelo Anel Rodoviário. A reunião com as empresas cadastradas no PMI aconteceu dia 02 outubro, com o objetivo de apresentar as características do PMI, além do esclarecimento de dúvidas preliminares das empresas participantes.

A partir da entrega dos estudos, prevista para janeiro de 2013, pelas empresas participantes desta PMI, a Setop analisará todo o material recebido, consolidando as melhores ideias propostas, com o objetivo de contratar o edital de licitação para a PPP deste empreendimento. Com a entrega dos estudos, os direitos autorais dos materiais produzidos serão cedidos ao Estado conforme Decreto Estadual nº 44.565, de 03 de julho de 2007, para regulamentar a interação entre o mercado e o Estado na elaboração de um projeto via Parceria Público-Privada (PPP).


Notícias Relacionadas


No tags for this post.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *