A desempregada Eliane Oliveira da Silva, 26, enterrou o marido e mais três parentes na manhã de ontem, em São José dos Pinhais – região metropolitana de Curitiba -, 38 horas depois da festa de seu casamento.

O frentista Valdir Aparecido da Silva, o noivo, e mais seis pessoas que saíram da festa no mesmo carro morreram em consequência de um choque com um ônibus no trecho urbano da BR-116, no sul de Curitiba.

No final da festa, Silva deu carona para sete parentes e amigos, enquanto a noiva e outros convidados o aguardavam no salão alugado.

Numa das pistas da BR-116, o carro do noivo se desgovernou, atravessou o canteiro central e foi bater de frente com um ônibus, na pista contrária. Dos oito ocupantes do Santana que Silva dirigia, apenas um bebê de oito meses, filho de uma das vítimas, sobreviveu ao acidente.

Além de ficar viúva, Eliane Silva perdeu a irmã, o cunhado e uma sobrinha de 3 anos, irmã do bebê sobrevivente. Dez passageiros do ônibus ficaram feridos levemente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui