Nos últimos seis meses, acidentes envolvendo animais em rodovias administradas pela VIAPAR (nas regiões norte, noroeste e oeste do Paraná) diminuíram 29%. Um trabalho realizado em parceria firmada entre a concessionária, a Sociedade Protetora dos Animais de Paranavaí (Spap) e Policia Rodoviária recolhe animais que são encontrados às margens de rodovias, como bovinos e eqüinos.

Segundo o coordenador do Centro de Controle e Operações (CCO) da empresa, Cláudio Góes, quando um animal é avistado por um cliente em situação perigosa, uma equipe da empresa é enviada imediatamente ao local, para fazer a sinalização, enquanto aguarda a chegada do caminhão boiadeiro e também de uma unidade da Polícia Rodoviária. Desde 2006, quando a parceria foi firmada, 98 animais foram apreendidos e encaminhados à sede da Spap, a maioria na região noroeste do Estado, entre os municípios de Maringá e Paranavaí.

O animal apreendido fica alojado na sede da entidade por 10 dias, prazo máximo que o proprietário tem para retirá-lo mediante o pagamento de fiança de R$ 31 mais R$ 20 por dia que ficou guardado. Vencido o tempo, os animais são leiloados e toda renda é revertida para a Spap. “Até hoje, somente 17 animais foram requeridos pelos proprietários”, cita Góes, lembrando que o recolhimento é amparado por lei aprovada pela Câmara de Vereadores de Paranavaí.

De acordo com o presidente da Spap, Odair Alves Pereira, a Sociedade cuida atualmente de 11 cavalos, 32 cães e 58 gatos. “Gastamos por mês cerca de R$ 800 com alimentação, tratos e medicamentos. O centro é mantido basicamente com doações e esta parceria com a VIAPAR atende os maiores gastos”, finaliza.