Licitação do Anel Vário Processo licitatório está marcado para o próximo dia 29 de outubro, em São Paulo

A licitação que definirá a empresa responsável pela duplicação da Rodovia do Açúcar e a construção do Anel Viário de Piracicaba já tem data definida. No próximo dia 29 de outubro, das 8h30 às 16 horas, acontece o processo licitatório, pela modalidade menor tarifa de pedágio. Para cada lote será selecionada a empresa que ofertar a menor tarifa para rodovia de pista dupla, com o mesmo sistema aplicado para rodovias de pistas simples.

As selecionadas passarão por um processo de qualificação em que serão analisadas as propostas de execução do projeto, plano de negócios, aspectos jurídicos, técnicos, fiscais e econômico-financeiros, conforme previsto no edital. Aprovadas nesta segunda etapa, só então as empresas serão declaradas vencedoras da licitação. Os editais para esta etapa já estão disponíveis no site www.artesp.sp.gov.br.

A empresa responsável pelo Anel Viário e a duplicação da Rodovia do Açúcar (SP-308) será a vencedora do lote rodoviário que prevê a concessão da rodovia Marechal Rondon – trecho Leste.

A previsão é de que os investimentos desta empresa cheguem na casa dos R$ 1,6 bilhão, com a reforma dos 361 quilômetros da Marechal, além de recursos a serem aplicados na duplicação da rodovia Jornalista Francisco Aguirra Proença que liga Monte Mor a Campinas; além da duplicação da Rodovia do Açúcar e da construção do Anel Viário.

Orçado em R$ 75 milhões, o Anel é apontado como de extrema importância para toda a região do Estado, já que, além de melhorar o trânsito dentro da cidade, diminui a poluição sonora e ambiental e melhora as condições de tráfego para os motoristas. O novo anel consiste no prolongamento da Rodovia do Açúcar; passando pela estrada que liga Piracicaba a Limeira; seguindo próximo à Dedini, na rodovia com destino a Rio Claro; passando próximo a Santa Teresinha até retornar à Rodovia do Açúcar, com 55,2 quilômetros de extensão.

BILHÕES. A licitação que acontece no próximo dia 29 definirá a concessão de cinco grandes lotes rodoviários: a Marechal Rondon – trecho Oeste, Marechal Rondon – trecho Leste, rodovia Raposo Tavares, rodovias Ayrton Senna/Carvalho Pinto; e rodovia D. Pedro I. Juntos, os lotes totalizam 1715 quilômetros de rodovias, com investimentos que chegam aos R$ 8 bilhões. As obras chegarão a 93 cidades do Estado, beneficiando diretamente uma população superior a 19 milhões de pessoas.

De acordo com o governo estadual, a nova fase do Programa de Concessões de Rodovias garantirá investimentos em 1,5 mil quilômetros de rodovias. Segundo o governador José Serra (PSDB), o investimento por quilômetro das cinco novas concessões supera em 44% o investimento por quilômetro previsto nas concessões federais feitas recentemente. Cerca de R$ 1,1 bilhão serão empregados na manutenção de mil quilômetros de estradas vicinais. As melhorias previstas para essa fase incluem a instalação de telefones de emergência; monitoramento com câmeras; criação de bases do SAU (Sistema de Auxílio ao Usuário); mecânicos treinados à disposição dos motoristas; equipe de paramédicos para primeiros socorros; serviços de remoção com guinchos e construção de bases da Polícia Militar Rodoviária.