Fiscais preparam fiscalização para identificar porque não houve desconto de 39% no preço do álcool

Os postos de combustíveis do Vale do Paraíba e do Litoral Norte estão na mira da ANP (Agência Nacional do Petróleo), que passará a fiscalizar na próxima semana o preço de venda do álcool nas bombas.

As revendas da região estão sujeitas à operação da agência porque não repassaram ao consumidor os 39% de redução no valor do combustível feito pelas usinas entre os meses de janeiro e fevereiro.

Segundo a ANP, o preço do álcool nos postos das cidades do Vale registraram até o último dia 6 uma queda média de até 13,31%, verificado em São José dos Campos.

Em São José, o preço médio do litro do combustível passou de R$ 0,834 para R$ 0,73 entre os dias 29 de fevereiro e 6 de março, segundo a ANP. Ontem, o preço médio do álcool em quatro postos da cidade consultados pelo ValeParaibano foi de R$ 0,627.

Outras oito cidades da região também não registraram a queda de 39%. Caçapava teve redução de 8,98%; Cruzeiro (2,98%); Jacareí (7,91%); Lorena (10,66%); Guaratinguetá (11,10%); Caraguatatuba (12,98%); Taubaté (9,61%) e Pindamonhangaba (7,39%).

Segundo a ANP, a pedido do Ministério de Minas e Energia, fiscais da agência vão analisar os preços praticados nas regiões do país para descobrir porque a redução não foi repassada aos consumidores.

Durante a fiscalização, a agência vai verificar se o preço ou a margem de lucro do combustível foram alinhados nas regiões, o que caracterizaria formação de cartel.

Também serão analisadas as notas fiscais de compra do combustúvel recebidas nos últimos dois meses pelos estabelecimentos.

O diretor do Sincopetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo) Ronaldo Condomitti disse que o sindicato defende a realização do monitoramento dos preços.

“Acontece que essa redução de 39% no preço do álcool não chegou aos postos de combustíveis. O percentual que foi repassado aos postos foi descontado pelas revendas no preço final do produto”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui