A ação das quadrilhas especializadas em roubo de cargas e veículos está cada vez mais sofisticada. Em um dos casos mais recentes, o caminhoneiro Cláudio Aparecido da Cruz foi mantido refém pelos ladrões por cerca de 11 horas. Ele conduzia o caminhão Volvo BWJ-2205 (Itapeva/SP), que transportava uma carga de minério e que foi tomado de assalto no Estado de São Paulo. O veículo foi localizado na noite desta terça-feira, em Itajaí, no Litoral Norte. O caminhão possuía seguro e rastreamento e foi localizado pela empresa seguradora no pátio do posto de combustível Santa Rosa, às margens da BR-101, no bairro Salseiros, em Itajaí. O Volvo estava com as chaves na ignição e pertence à empresa H.M. Transportes, localizada em Itapeva, no Sul do Estado de São Paulo. Um detalhe curioso está sendo investigado pela polícia: os bandidos abandonaram a carga e depois o caminhão.

De acordo com o proprietário da transportadora, Élcio Tezoto, às 6 horas da manhã de terça-feira, o motorista do caminhão foi assaltado em São Roque, a 80 quilômetros de São Paulo, por dois homens armados. O caminhoneiro informou que, ao parar num cruzamento, foi interceptado pelos assaltantes. Os bandidos apontaram armas para o motorista e o obrigaram a parar o caminhão. Depois a vítima foi arrastada para o mato por um dos criminosos e ali permaneceu refém até as 17 horas, quando então foi libertado. Já o o outro assaltante fugiu com o veículo.

A carga, segundo Tezoto avaliada em R$ 300,00, foi abandonada na mesma cidade. “A carga não tinha valor nenhum. Eles só queriam o caminhão”, comentou o empresário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui