Um grupo de caminhoneiros fechou, por volta das 8 horas da manhã desta terça-feira, a entrada da Estação Aduaneira e Interior (Eadi Sul), na fronteira do Brasil com o Paraguai. Por causa do protesto, os caminhões estão impedidos de passar pelo posto, nos dois sentidos da rodovia.

De acordo com Jeová Pereira, presidente do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos do Estado do Paraná (Sindicam), os manifestantes só irão desocupar o posto com a presença de representantes do governo e parlamentares. Os caminhoneiros reclamam de impostos cobrados pelos governos brasileiro e paraguaio que, segundo eles, vem inviabilizando o escoamento da produção, especialmente de soja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui