A tentativa de roubo ao caminhão ocorreu no trajeto entre Chapecó e Seara, na SC-283

Pela segunda vez em pouco mais de três meses, um carro-forte consegue escapar de um assalto no trajeto entre Chapecó e Seara, na SC-283.

A tentativa ocorreu a 500 metros da vez anterior, registrada no dia 28 de novembro, próximo à ponte do Rio Ariranha.

Por volta das 8h20min de ontem o carro que levava dinheiro de Chapecó para uma agência bancária em Seara foi atingido por uma S-10 que vinha em sentido contrário.

A S-10 era furtada, original de Bento Gonçalves (RS), mas com uma placa clonada da cidade de Caxias do Sul.

Após a batida, o carro-forte tentou dar ré e ocupantes de um Fiat Stilo começaram a atirar contra o carro-forte. Foram encontrados um revólver 38 e projéteis de uma pistola 380 e de um fuzil FAL 762, de uso exclusivo do Exército brasileiro.

O motorista do carro-forte conseguiu desviar da caminhonete S-10 e prosseguiu até o município de Seara, onde acionou o policiamento.

Provável ação do mesmo grupo

Além da S-10, que ficou no local, o Stilo foi abandonado a três quilômetros do local do assalto, na estrada que liga a SC-283 a linha Chapeda, no interior de Arvoredo.

A Polícia Militar de Seara informou que o veículo Stilo também era roubado e tinha a placa clonada, de Canoas (RS), cuja original era de Porto Alegre.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Seara, Luiz Cardozo Jeremias Filho, moradores da região viram os ocupantes do Stilo fugirem em um carro modelo Santana escuro, de cor bordô.

Policiais civis e militares de toda a região, inclusive dos Grupos de Resposta Tática de Concórdia e Chapecó, foram mobilizados para as buscas. Mas até o início da noite de ontem ninguém tinha sido preso.

O delegado disse que as informações levantadas até ontem indicavam que ambas as tentativas de assalto foram praticadas pela mesma quadrilha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui