Apesar do temor da população e do estado de alerta das comissões municipais de Defesa Civil de Florianópolis, São José, Biguaçu e Palhoça, as chuvas de sexta-feira, sábado e domingo não causaram grandes estragos na região. O problema mais grave ocorreu na rodovia SC-410, acesso a Governador Celso Ramos, onde a queda de uma barreira prejudicou o trânsito no final da tarde de domingo, desobstruída poucas horas depois. Na SC-401, em Florianópolis, algumas pedras rolaram na direção da pista e parando na canaleta de drenagem, mas sem prejudicar o fluxo de veículos. Operários do Deinfra retiraram o material ontem de manhã e existe o temor de que outro período de chuvas fortes possa causar nova descida de pedras de um barranco. No bairro do Monte Verde também ocorreu queda de barreira, mas não houve vítimas ou danos materiais e o tráfego não foi afetado.

Em Biguaçu e São José, onde ocorreram alagamentos no começo de março, com centenas de desabrigados, não foram registrados problemas. Em Palhoça, as obras de drenagem, desassoreamento de cursos d água e substituição de tubos por pontes, “impediram a ocorrência de novas enchentes no município”, avalia o secretário de Governo, Luiz Henrique Moreira. Segundo o Centro Integrado de Climatologia e Recursos Hídricos (Climerh), órgão da Empresa de Pesquisa e Extensão Agropecuária (Epagri), não há previsão de chuvas torrenciais nos próximos dias. Hoje haverá predomínio de sol em todas as regiões do Estado e somente a Grande Florianópolis e Norte catarinense estarão cobertas de nebulosidade no início e final do dia, mas sem indicação de chuvas.

Para manhã há previsão de muitas nuvens e condições de pancadas de chuva isoladas da Grande Florianópolis ao litoral Norte. Nas outras regiões, haverá sol com aumento de nuvens e pancadas esparsas de chuvas à tarde. As temperaturas estarão elevadas, com ventos de Nordeste, fracos a moderados, com rajadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui