O ministro Anderson Adauto garantiu quarta-feira (03/03) que o Governo Federal já assegurou a suplementação de R$ 104,8 milhões para obras emergenciais nos estados atingidos por enchentes. Entretanto, as chuvas constantes continuam impedindo que as equipes de emergência façam os reparos necessários. De acordo com técnicos do Dnit, somente com uma estiagem será possível melhorar as condições de tráfego nas estradas federais.

Levantamento do Ministério dos Transportes revela que mais de 6.600 quilômetros de rodovias federais estão seriamente prejudicados pelas chuvas que atingem todo o Brasil desde o começo do ano. Em toda a extensão da malha federal, que é de 57 mil quilômetros, existem 154 Trechos Danificados (TD), com tráfego precário; 155 Trechos Semi-Interrompidos (TSI), cujo tráfego segue desviado em pista única, e 48 Trechos Interrompidos (TI), totalmente sem possibilidade de tráfego.

De acordo com o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit), responsável pelo levantamento, a região Nordeste continua sendo a mais castigada, apresentando 42 trechos interrompidos (33 na Bahia; cinco no Ceará; dois no Rio Grande Norte; um em Sergipe e um em Pernambuco). A região Norte apresenta quatro trechos interrompidos, todos no Amazonas. As outras interrupções estão localizadas em Minas Gerais e em Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui