FECOMBUSTÍVEIS
Pergunte a Quem Entende

A gasolina comum é o combustível bruto que sai das refinarias acrescido dos 25% de etanol anidro. Independentemente se é comum ou aditivada, toda gasolina automotiva vendida no Brasil tem 25% de etanol anidro. Está na lei esse mesmo percentual para todas, não importa a marca.  Não contém nenhum tipo de aditivo e é basicamente igual em todas as marcas. Por não ter aditivos, é o combustível menos recomendado para os automóveis porque não contém em sua fórmula substâncias que protegem o motor.

Combustíveis comuns, sem aditivo, deixam resíduos de combustão depositados sobre as válvulas de admissão do motor, comprometendo a mistura entre o ar e o combustível ao longo do tempo. Em médio prazo, a sujeira compromete o funcionamento do veículo, o que pode resultar em aumento de consumo de combustível.

A aditivada também tem os 25% de etanol anidro. Porém, ela é composta por aditivos químicos que ajudam na limpeza do motor. Cada marca tem sua fórmula específica de aditivada. Em geral, todas têm detergentes e dispersantes. O detergente desprende a sujeira e o dispersante faz com que ela seja quebrada para ser eliminada pelo sistema de combustão. Nos aditivos ainda estão anticorrosivos e antioxidantes.

Qual a diferença entre a o Diesel S-10 e o Diesel S-500?

Por conta da redução de enxofre outros compostos que são extraídos no processo de refino, o Diesel S-10 (sem aditivo) possui uma maior detergência natural quando comparado ao Diesel S- 500.

Quando aplicado em um veículo que costumeiramente opera com Diesel S-500 comum (sem aditivo), é preciso ter cuidado com o estado interno do tanque de combustível, que pode conter material depositado ao longo do tempo e que será rapidamente removido pela ação detergente do aditivo, podendo causar entupimento do sistema de alimentação do motor.

O etanol pode ser usado como combustível de veículos em três maneiras: etanol comum, etanol aditivado e etanol misturado à gasolina.

O etanol comum é o álcool hidratado, mistura de álcool e água que precisa ter de 95,1% a 96% de graduação alcoólica.

O etanol aditivado é o álcool hidratado com aditivos que proporcionam melhor rendimento e um desgaste menor do motor (porém a controvérsia sobre o etanol aditivado, veja mais abaixo). Já o etanol misturado à gasolina é álcool anidro, álcool com graduação alcoólica de no mínimo 99,6%, praticamente álcool puro. Atualmente, a proporção de álcool anidro misturada à gasolina brasileira está estipulada em 20%.

Para mais informações acesse fecombustiveis.org.br

SIGA-NOS

127,707FãsCurtir
18,950SeguidoresSeguir
25,600InscritosInscrever