Lideranças saem de Passo de Torres em direção a São João do Sul

Inicia hoje, às 9 horas, em Passo de Torres, no Extremo sul do Estado, o primeiro dia da marcha pró-duplicação em solo catarinense. Neste oitavo dia de caminhada – a marcha iniciou no dia 10 em Osório, no RS – as lideranças políticas pretendem seguir até o município de São João do Sul. No percurso, o grupo vai passar pelo trecho onde morreu, no ano passado, o vereador Vilson Faraco, um dos idealizadores do movimento. “Vamos parar no local, colocar um cruz com o nome dele e fazer uma oração antes de seguir viagem”, explica o presidente da Câmara de Vereadores de Içara, Wagner Pizzetti.

Antes de sair de Passo de Torres, no entanto, as lideranças devem participar de um grande evento que vai marcar o início da caminhada no Estado. Segundo o presidente do Legislativo de Passo de Torres, João Delfino Joaquim, todas as entidades do município já estão mobilizadas para mostrar a indignação pelo atraso na obra. “Vamos fazer isso com todas as nossas escolas e todas as entidades representativas do município. Queremos mostrar o quanto a duplicação é importante”, relata.

Para Wagner Pizzetti, os municípios de Santa Catarina terão uma grande responsabilidade. Ele lembra que desde o primeiro dia da marcha houve uma grande mobilização. “Em todos os municípios que passamos recebemos o apoio das comunidades. Espero que seja assim também em Santa Catarina. Temos que mostrar nossa força e o quanto queremos a duplicação”, relata. O presidente da Câmara de Criciúma, Clovis Marcelino, garante que a região está aguardando ansiosa pelo movimento e tem certeza que o apoio vai ser maciço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui