O Governo do Acre iniciou nesta terça-feira, 24, as obras de restauração e duplicação da rodovia AC-40 entre o Igarapé Santa Maria, em Rio Branco, até a cidade de Senador Guiomard (do KM 6,5 ao KM 19,6) num total de 12,6 quilômetros. Serão investidos R$ 16,5 milhões em recursos da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e do Tesouro Estadual. A ordem de serviço foi assinada pelo governador Binho Marques.

A empresa responsável é a JM Construções. Pelo menos 240 empregos diretos e indiretos serão oferecidos com o serviço que tem prazo de dez meses para conclusão. A conhecida Curva do Tucumã será retificada, a ação tem intuito de resolver os problemas de acidentes causados no trecho.
A meta é reduzir a curvatura, dotando-a de trânsito seguro. “Este é um dos trechos de maior trânsito no nosso Estado e estas obras irão melhorar muito a segurança dos motoristas, pedestres e ciclistas”, afirmou o diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (Deracre), Marcus Alexandre. A JM utilizará uma máquina frezadora para restaurar o asfalto antigo.

O Deracre mantém, além da fiscalização de rotina, uma auditoria para assegurar a qualidade da obra. Os prefeitos Raimundo Angelim, de Rio Branco, e Celso Ribeiro, de Senador Guiomard, participaram do lançamento das obras. “Este é um projeto muito importante para nosso município”, disse Ribeiro, para quem a parceria com os governos Federal e Estadual tem sido as alavancas do desenvolvimento do Acre. “É a união que traz o desenvolvimento, a paz e a tranqüilidade para todos”, afirmou o prefeito.

Para Angelim, o atual momento de sua gestão é muito importante porque o Acre é respeitado e tem conseguido concretizar projetos e realizar muitas obras simultaneamente. “Temos planejamento e, por isso, conseguimos trabalhar mais”, disse.

O deputado estadual Juarez Leitão lembrou que há muitas coisas boas acontecendo em todo o Estado desde de há muitos anos. “Não é de agora que essas obras, as coisas importantes e boas, estão sendo realizadas”, afirmou.

Ex-diretor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), o deputado federal Fernando Melo disse que a duplicação da AC-40 representa a instrumentalização de um sistema de segurança para ciclistas e pedestres, exatamente as maiores vítimas do trânsito daquela região. “Quando era diretor do Detran constatei que aqui ocorriam muitos acidentes envolvendo ciclistas e pedestres. Levei o caso para o governador Jorge Viana, que iniciou a melhoria nesta estrada e que agora está tendo continuidade pelo governador Binho Marques”, afirmou Melo.

Zona Especial de Desenvovimento – A restauração e duplicação na AC-40 atende a uma Zona Especial de Desenvolvimento (ZED) que atrai interessados em se estabelecer no trecho entre Rio Branco e Senador Guiomard. Conforme lembrou Binho Marques, a consolidação desse processo vem sendo favorecida sobremaneira pelo Presidente Lula, um amigo do Acre.

O Estado, reafirma o governador, vem dando certo porque reúne os três pilares da boa gestão (planejamento, capacidade de realização e governabilidade) -e as aplica com austeridade. No contexto, a responsabilidade com o dinheiro público: “Recurso público é sagrado e não pode ser desperdiçado. Esta é uma obra do futuro”, afirmou Marques.

O tarrafeiro da estrada: “agora é outra situação”

Francisco Moreira Soares mora há dez anos no KM 7 da AC-40. Em sua propriedade mantém uma garapeira, servindo caldo de cana aos viajantes. O pequeno comércio é tocado pelos filhos e netos, e Moreira, aposentado, passa o dia tecendo tarrafa e rede de pesca.

“A gente não acreditava que iam aumentar o trecho da estrada até o Santa Maria e agora recebe a notícia que vão aumentar aqui também”, disse ele. “A estrada aqui é muito estreita e já provocou muitos acidentes. Essa duplicação vai favorecer as pessoas que andam a pé e de bicicleta”, disse.

Restauração e duplicação do KM 6,5 ao KM 19,6 da AC-40

Extensão: 12,6 km

Valor: R$16,5 milhões

Recursos: Suframa/Governo do Acre

Empregos: 180 diretos e 60 indiretos

Máquinas: 64

Volume de terraplanagem: 302.244,03 m3

Rede de drenagem: 1.946 m

Meio-fio e sarjeta: 7.400 m

Revestimento asfáltico: 85.910,40 m3

Largura da via: 15m

Número de pistas: 2

Largura das pistas: 3 metros, com 1,5m destinados a ciclogia em ambas as laterais.