Pontos críticos, onde filas eram originadas em horários de maior movimento, foram eliminados

A concessionária de rodovias finalizou a construção de duas terceiras faixas entre os quilômetros 150 e 154 da BR-376, entre os municípios de Mandaguaçu e Presidente Castelo Branco. Localizados em aclives com sinuosidade, os trechos retardavam o tráfego nos horários de maior movimento. Com a faixa adicional os motoristas ganharam agilidade.

Orçada em R$ 300 mil, a obra não fazia parte do contrato de concessão, explica o engenheiro Egílson Mota Leal, responsável pela execução dos trabalhos. “Mas a concessionária decidiu investir em melhorias que viesse oferecer mais conforto e segurança aos seus clientes”, diz.

Para o caminhoneiro de Naviraí (MS), Adriano Volpato, que roda em média 10 mil quilômetros mensais e passa rotineiramente pela BR-376, trafegar em rodovias com mais pontos de ultrapassagem torna a viagem menos estressante: “as terceiras faixas construídas pela VIAPAR trouxeram alívio para os motoristas”.

A concessionária responde por 546 quilômetros de malha nas regiões Norte, Noroeste e Oeste do Paraná onde, em 2008, estão sendo investidos R$ 35,5 milhões em obras diversas, como duplicação de pistas (também na BR-376, entre Jandaia do Sul e Mandaguari), restaurações do pavimento e aplicação de micro-concreto asfáltico em vários trechos, entre outras intervenções.