Um assaltante morreu e dois foram presos ontem de madrugada após tentar furar uma barreira da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no posto 120 na BR_070 que liga Cuiabá a Cáceres. Com a quadrilha, os patrulheiros apreenderam três veículos roubados: duas picapes Mitsubishi L 200 e um VW Gol. No confronto, morreu o assaltante João Lourenço de Carvalho, 31 anos. Seus cúmplices, José de Arimatéia Barros, 35 anos e Manoel Rafael da Silva, 41 anos, foram presos em flagrante.

Os três veículos foram furtados em Goiânia e Brasília. Eles seriam levados para a Bolívia para ser trocados por cocaína. João Lourenço respondia a dois inquéritos por tráfico de drogas e um por contrabando de produtos químicos, todos na região de Cáceres.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, João Lourenço foi atingido por vários tiros quando tentou fugir de um patrulheiro durante uma abordagem no pátio do posto. O assaltante ainda conseguiu dirigir a picape L 200, placas KEE 6804, por cerca de um quilômetro até bater em algumas árvores, sair da pista e tombar o veículo.

“O assaltante, além de tentar tomar a arma do patrulheiro, fez menção em pegar uma arma. Então o patrulheiro atirou e o assaltante ainda saiu dirigindo, mas bateu o carro”, relatou um policial.

Quando João Lourenço chegou na picape, ele foi parado por dois patrulheiros. Ao começar a revista, apareceu um Gol dirigido por José de Arimatéia Barros. Um dos policiais, então, entrou na viatura e começou a perseguir o motorista do Gol que se entregou alguns quilômetros depois.

João Lourenço, por sua vez, tentou tomar a arma do policial e acabou sendo baleado ao tentar fugir. Mesmo ferido, ele andou cerca de um quilômetro após o posto, batendo o veículo em várias árvores. A picape ficou totalmente destruída.
A PRF informou que, assim que José de Arimatéia foi preso, ele revelou que uma terceira picape, uma L 200 azul tinha passado pela barreira. Os patrulheiros foram atrás e prenderam o moto-taxista Manoel Rafael que dirigia a picape. Ele confessou que recebeu R$ 150,00 para dirigir o veículo de Cuiabá até Cáceres onde deixaria num posto de combustível.

A polícia descobriu que a picape que estava sendo dirigida por João Lourenço tinha sido furtada na última terça-feira no centro de Belo Horizonte (MG) e a picape azul, fora roubada na capital federal no início deste mês. A PRF não soube informar onde ocorreu o roubo do VW Gol que apresentava adulteração do chassi.

Os patrulheiros explicaram que os bandidos preferem roubar picapes importadas (Mitsubishi e Toyota) às nacionais porque as primeiras são a diesel, possuem a manutenção mais barata e agüentam transitar pelos terrenos acidentados da Bolívia.

José de Arimatéia e Manoel Rafael foram trazidos para a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DERFVA) de Cuiabá para serem autuados em flagrante pelo crime de receptação. A delegada Vera Rotilde, adjunta da DERFVA, informou que os dois serão investigados em outros roubos ocorridos recentemente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui