A segunda etapa da caminhada pelos 350 quilômetros em prol da duplicação do trecho Sul da BR-101 foi concluída no final da tarde de ontem, no município gaúcho de Maquine. Hoje de manhã, os integrantes do movimento seguem para a cidade de Terra de Areia, terceira parte do roteiro, que será concluído em Palhoça, no dia 2 de abril. O presidente da Câmara de Vereadores de Içara, Wagner Pizzetti, que idealizou o movimento e pretende acompanhar toda a caminhada, está confiante. Ele acredita que a marcha irá chamar atenção do governo federal para a importância da obra. “Estamos muito empolgados. Tenho certeza que agora o governo vai nos ouvir”, afirma.

Segundo ele, durante todo o percurso realizado nesses dois primeiros dias da marcha, os integrantes do movimento têm recebido inúmeras manifestações de apoio de motoristas e das comunidades por onde passam. “As pessoas entendem que esse é um ato pela preservação da vida de quem trafega pela 101. Por onde passamos, recebemos aplausos, sinais de luz, buzinas, enfim, atitudes que estão nos dando muita força”, relata.

O protesto teve início na manhã de quarta-feira em Osório, no Rio Grande do Sul, e vai percorrer 24 municípios gaúchos e catarinenses às margens do trecho não-duplicado da rodovia com o objetivo de agilizar as obras da BR-101.

Lideranças da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) estão se mobilizando para participar da marcha pela BR-101. Além da caminhada, que vai acontecer no dia 27, integrantes da comissão pró-duplicação e entidades de classes de Tubarão estão se organizando para realizar um ato público a fim de atrair mais pessoas à luta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui