O Departamento de Estradas de Rodagem (DER), afirma que está investindo R$ 235 milhões neste ano em recuperação de estradas. “Em 1994, depois do primeiro governo de Roberto Requião, havia 5% de estradas em más condições no estado. Hoje são 40%”, afirma o diretor-geral do DER, Rogério Tizzot. Ele afirma que os 13 quilômetros de buracos que apareceram a mais na edição do guia em 2004 devem estar em trechos de responsabilidade do governo federal. O diretor do DNIT no Paraná, Rosalvo Gizzi, não foi localizado para comentar o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui