De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a fiscalização em outros estados está dificultando a chegada dos entorpecentes ao Rio.

Todo dia, pelo menos, cem carros são parados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na região. A última apreensão de drogas aconteceu nessa terça-feira, quando 9kg de cocaína foram encontrados em um carro que vinha de Santos. Três pessoas foram detidas.

O levantamento da Polícia Rodoviária Federal aponta queda na quantidade de drogas apreendidas de janeiro a outubro deste ano, no trecho de 81 quilômetros da Dutra, entre Engenheiro Passos e Arrozal. Em 2007, foram 39kg de cocaína, 128kg de maconha e 8kg de crack. No mesmo período deste ano, foram 21kg de cocaína, 39kg de maconha e 1kg de crack.

Ainda segundo a PRF, o principal motivo para queda no número de apreensões na região foi o reforço da fiscalização por onde a droga passa antes de chegar no Rio. “É um filtro que está havendo. Se está havendo maior apreensão nos outros estados, significa que drogas estão chegando no nosso estado”, afirma Carlos André Nogueira, chefe da Polícia Rodoviária Federal.

Entre os motoristas que passam pela rodovia, a sensação é de uma segurança maior. “Não me importo de ser fiscalizado”, diz um jovem. “Eu acho uma boa idéia. Tem que acabar com esse negócio de droga”, declara um motorista.