A 2ª Companhia da Polícia Rodoviária vai realizar no Norte do Estado a Operação Fim de Ano com o efetivo reduzido. Quarenta policiais rodoviários foram deslocados para atender as estradas do Litoral durante o verão. Segundo fontes da Folha , postos de fiscalização terão que ser desativados temporariamente por causa do desfalque no efetivo. ‘‘É uma palhaçada. A região da 2ª Cia é a mais violenta do Estado, com uma média de 20 mortes/mês. No Litoral, com uma única estrada, não há necessidade de tanta gente’’, afirmou um policial rodoviário, que pediu para não ser identificado.
O comandante da 2ª Cia, capitão Washington Alves da Rosa, confirmou que terá que desativar o posto avançado da Warta, distrito de Londrina, mas garantiu que a redução no efetivo não vai prejudicar o trabalho. ‘‘Vamos fazer um remanejamento temporário de policiais, integrando algumas equipes. Além disso, os sargentos, comandantes de postos, também passarão a trabalhar nas estradas’’, explicou.
Movimento As cidades do Interior do Estado serão o principal destino das 122 mil pessoas que deverão deixar Curitiba, de ônibus, entre hoje e a véspera de Natal. A prefeitura estima que 45% dos passageiros escolham o Interior, 20% Santa Catarina, 15% se dirijam para o Litoral e 13% para São Paulo. Cerca de 2% dos viajantes devem optar pelos estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul os 3% restantes outros estados. Serão colocados 1.240 carros extras. O maior movimento está previsto para amanhã, quando 44 mil passageiros devem passar pela Rodoferroviária.
Na BR-277, sentido Curitiba a Paranaguá, o movimento de carros promete ser intenso entre hoje e domingo. A Ecovia –concessionária responsável pelo trecho– calcula que, diariamente, 25 mil carros se dirijam para o Litoral do Estado. No final de semana que antecede o Reveillon, o movimento esperado é de 40 mil veículos por dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui