Os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos por equipes de agentes federais na fronteira resultaram ontem, na BR-463, trevo da Eletrosul, na apreensão de 157,6 quilos de maconha, divididos em vários tabletes que estavam escondidos em dois tanques de combustível de uma carreta. O motorista Léo Feliz da Silva foi preso e autuado em flagrante.
As primeiras informações policiais revelam que a equipe realizava trabalhos de rotina na BR-463, no trevo da Eletrosul, localizado a aproximadamente 20 km de Dourados, quando abordou a carreta Mercedes-Benz L-1519, de cor azul, placas HQR-1798, atrelada ao semi-reboque Randon placas AFG-8474, ambos de Campo Grande.
Durante entrevista rotineira com o motorista Léo Feliz da Silva, este revelou aos policiais que teria descarregado uma carga de arroz, mas acabou caindo em contradição quando os policiais constataram apenas vestígios de soja no reboque.
Os desencontros nas informações levaram os policiais a realizarem uma minuciosa vistoria no veículo, resultando em suspeitas de que nos dois tanques de combustível, vestígios que algo estaria errado. O acusado foi encaminhado até a sede da DPF, onde os tanques foram desmontados e em ambos constatados o “mocó” – esconderijo da droga.
Após desmontados e abertos na parte de trás, os policiais retiraram do interior dos dois tanques, em fundos previamente preparados, 108 tabletes de vários tamanhos que pesados somaram 157,630 quilos.
Em declarações preliminares ao delegado encarregado do flagrante, o motorista disse apenas que entregaria o entorpecente em Campo Grande, não informando o possível proprietário e quanto estaria ganhando para o transporte.
O chefe da DPF local, delegado Lásaro Moreira da Silva, continua orientando suas equipes para que atuem com rigor durante as fiscalizações na faixa de fronteira, evitando que a nova safra de maconha chegue aos grandes centros consumidores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui