O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) iniciou na manhã de ontem a Operação Semana Santa, com a meta de evitar acidentes e mortes no trânsito durante o feriadão. No total, mais de mil fiscais estarão envolvidos nas 420 blitze móveis ou fixas montadas para cobrir Capital e Interior. Segundo João de Aguiar Pupo, superintendente do Detran, o departamento está mobilizando toda a sua estrutura, para que este ano não se repita os 52 acidentes e 11 mortes contabilizados no mesmo período do ano passado somente nas rodovias estaduais.

Em 2007, da Quinta-Feira Santa ao Domingo de Páscoa, foram 161 acidentes de trânsito em todo o Ceará. Fortaleza contabilizou a maior parte: 86 acidentes. As 37 mortes registradas em vias estaduais durante a Semana Santa de 2007 representam aumento de mais de 113% em relação a 2006, quando os acidentes mataram 15 pessoas. O histórico de aumento nas estatísticas preocupa também a Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv), que vai atuar juntamente ao Detran na operação que vai colocar 115 viaturas e dois reboques nas estradas.

As equipes do Detran estarão orientadas para abordar condutores de veículos, no objetivo de coibir as infrações mais comuns, como ultrapassar a velocidade permitida, avançar sinais, dirigir sob efeito de bebida alcoólica e fazer ultrapassagens de risco. Os condutores também serão alertados quanto à importância de fazer revisão do veículo antes de viagens e manter em dias a carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A preocupação é por causa do feriado atípico, com seis dias de folga. O superintendente do Detran lembra que, apesar do sentido religioso que o período possui, o feriado de Semana Santa costuma ser bastante violento e causar mais mortes que períodos de Carnaval. Por isso, o feriado deste ano demanda uma maior atenção, também por parte de outros órgãos de trânsito.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), por exemplo, começou também ontem, a partir das 16 horas, o reforço para o feriadão. 400 policiais rodoviários trabalharão na observação de vias, fiscalização de automóveis e identificação de infrações. As equipes estarão distribuídas em 50 viaturas, espalhadas pelas rodovias federais. Segundo Neurismene Oliveira, da seção de policiamento e fiscalização da PRF, na quinta, 20, e sexta, 21, o fluxo de saída de automóveis da capital deve ser tranqüilo, por que as viagens não se concentrarão em um único dia. Ela explica que a atenção deverá ser maior no domingo, 23, quando o fluxo de retorno é intenso, principalmente na BR 222.