A liberação da ponte Ayrton Senna – entre Guaíra e Mundo Novo (MS) – para ônibus e carros de passeio, que estava programada para as 22 horas desta quinta-feira, pode ser atrasada indefinidamente por um protesto de pescadores da região.

Eles reclamam da demora no pagamento da indenização de R$ 9 milhões determinado pela Justiça ao governo do estado, pela redução no estoque pesqueiro provocada por explosões de rochas feitas em 1996 pelo Departamento de Estradas de Rodagens (DER).