O ladrão de cargas Nilton dos Santos Pereira, de 29 anos, atirou o caminhão em um rio, na manhã de quinta-feira, em Jacareí, para tentar escapar da polícia e está desaparecido. No acidente, morreu Rogério Martinês Carvalho, de 32 anos, primo do delegado seccional de Jacareí, Fábio Carvalho Joaquim. Como os policiais rodoviários que prenderam o ladrão de cargas não sabiam dirigir caminhão, o próprio Pereira assumiu o volante, sendo escoltado pelo carcereiro Rodney Cardoso do Vale. Carvalho – que era amigo de policiais de Jacareí e dava palestras sobre segurança em delegacias da região – pegou carona.

Na Ponte Nossa Senhora do Rosário, Pereira jogou a carreta no Rio Paraíba. Testemunhas disseram que ele conseguiu fugir a nado. A Polícia Civil ainda não sabe se ele morreu afogado ou conseguiu fugir realmente.

Pereira foi preso às 7h desta quinta-feira, na Rodovia Presidente Dutra, dirigindo a carreta Mercedes Benz, de placas JLY-1901, de Curvelo (MG). O veículo, carregado de minério, fora roubado às 23h de quarta-feira em Três Rios (RJ). Um cúmplice do ladrão, Adriano Tadeu de Lima, de 25 anos, dirigia um Kadett e escoltava a carreta. Ele também foi preso.

Segundo o diretor do Deinter 1 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) de São José dos Campos, delegado Claudinê Pascoetto, Pereira e Lima foram levados pelos policiais rodoviários federais para o 2º Distrito de Jacareí, no Jardim Flórida. O flagrante de roubo, no entanto, deveria ser realizado na Delegacia de Investigações Gerais, no centro da cidade. O delegado acrescentou que o carcereiro sofreu apenas ferimentos leves, pois conseguiu saltar do veículo antes da queda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui