A duplicação da rodovia Régis Bittencourt (BR-116), entre São Paulo e Curitiba, vai receber mais R$ 53 milhões para que as obras sejam concluídas ainda este ano. Este valor será somado aos R$ 80 milhões previstos no Orçamento Geral da União 2004. “A conclusão desta obra é um compromisso não só do Ministério dos Transportes, é um compromisso do presidente da República”, enfatizou o ministro.

A BR-116 possui alto volume de tráfego, especialmente de caminhões e ônibus, que correspondem a mais de 70% dos veículos. O trecho de 30 quilômetros que passa pela Serra do Cafezal não está incluído no projeto de duplicação, pois a transposição deve ser feita após a concessão do trecho, prevista no contrato de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Japan Bank for Internacional Cooperation (JBIC).

Na duplicação da BR-116 entre São Paulo e Curitiba já foram investidos US$ 265,1 milhões, que foram aplicados na construção da nova pista (436 quilômetros de extensão) e na restauração de 670 quilômetros da pista antiga. O valor foi investido também para a construção do contorno de Curitiba (46 quilômetros) e em obras de arte especiais, como pontes, viadutos e passarelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui