Caminhoneiro foi orientado por transportadora responsável. Reflexo do acidente provocou 11 km de lentidão na Marginal Tietê.

O motorista do caminhão que derrubou carga de cerveja na Marginal Tietê, na manhã desta quinta-feira (2), deixou o local do acidente porque corria risco de sofrer agressões por parte dos saqueadores, segundo informou a transportadora Lubiane, responsável pelo caminhão.

A empresa afirmou em nota à imprensa que orientou o motorista a abandonar o local por medida de segurança.

A mercadoria seguia para o centro de distribuição de uma rede de supermercados quando o caminhão tombou na pista expressa, no sentido Castello Branco, 800 metros depois da Ponte das Bandeiras.

O acidente aconteceu por volta das 5h20 e deixou duas faixas bloqueadas até as 6h50. Seis horas depois da liberação, o reflexo do tombamento ainda causava 11,2 km de lentidão na pista expressa, e 9,2 km na pista local da Marginal Tietê.