Um acesso de fúria de um motorista de ônibus deixou um rastro de prejuízos, tumulto e engarrafamento no início da noite de ontem em Botafogo. Segundo testemunhas, Francisco de Oliveira, que dirigia um ônibus da linha 433 (Leblon-Vila Isabel), arrancou de um ponto em frente ao Shopping Rio Sul e seguiu batendo em sete carros até parar na esquina das avenidas Wenceslau Brás com Pasteur, cerca de 300 metros depois.

Transtornado, Francisco desceu do ônibus e agrediu um guarda municipal, atirando-lhe nas costas um extintor de incêndio. Foi preciso que um dos passageiros do ônibus imobilizasse o motorista até a chegada de policiais militares do 2 batalhão (Botafogo). Os PMs algemaram Francisco e o puseram numa ambulância do Corpo de Bombeiros, que o levou a um hospital.

Segundo o contínuo Ivanilson Mendes, de 22 anos, que viajava no ônibus, antes de sair batendo nos carros Francisco pediu a um fiscal da empresa, no ponto em frente ao Rio Sul, para não prosseguir viagem, alegando dor de cabeça. Não foi atendido e arrancou bruscamente com o ônibus.

— O motorista parecia estar bêbado ou drogado. Saiu em disparada, batendo em todos os carros, abrindo passagem no trânsito. Ele chegou a largar o volante, enquanto os quase 50 passageiros gritavam para ele parar o veículo — contou Ivanilson.

O contínuo disse que embarcou no ônibus no Leblon e que, até chegar em Botafogo, o motorista dirigia normalmente, só se descontrolando após ter o pedido de dispensa negado pelo fiscal da empresa.

— A viagem foi tranqüila até o shopping. Depois, ele enlouqueceu — disse o passageiro.

Após o estrago nos carros e a agressão ao guarda municipal, Francisco foi contido por Ivanilson, que o imobilizou. Alguns passageiros, irritados, tentaram linchar o motorista, que foi salvo pela chegada dos PMs.

No percurso até a esquina da Avenida Pasteur, Francisco atingiu o Marea JFX-2757; o táxi Monza LAC-7315; o Palio LNF-7509; Palio KMX-7567; o Ford Ka LAF-2292; o Del Rey LIY-1336; e o Escort Station Wagon LEY-0261.

Apesar de toda a confusão causada por seu descontrole, Francisco não foi levado para a delegacia. Segundo o sargento Queiroz, do 2BPM, como não houve vítimas, o motorista não foi preso. Ainda de acordo com o policial, só ocorreram danos materiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui