Quem precisa usar a SP-316 arrisca a vida, já que a rodovia estadual também não possui acostamento

Motoristas que precisam utilizar diariamente algumas estradas da região, como a SP-316, responsável pela ligação entre Rio Claro, Santa Gertrudes e Cordeirópolis, desafiam a morte. A exemplo do que acontece na vicinal Nicolau Marotti, que faz a ligação entre Rio Claro e Corumbataí, a SP-316 também não tem acostamento.

O próprio Departamento de Estradas e Rodagem (DER) confirma a informação, alegando que a princípio nem toda estrada necessariamente precisa desse recurso. Mas, para os motoristas entrevistados pela reportagem do Jornal Cidade, o acostamento seria indispensável para evitar novos acidentes.

A SP-316 começa na Avenida 29, em Rio Claro, chega até Santa Gertrudes e termina no acesso à rodovia Anhanguera, em Cordeirópolis. De Rio Claro a Santa Gertrudes, o trecho de aproximadamente 4 quilômetros é feito em cerca de cinco minutos, numa velocidade razoável e falta de iluminação no local, que segundo a reclamação também colabora com os altos índices de acidente. Insatisfeitos com a atual situação, os usuários da rodovia pedem providências.