Na madrugada de sábado, 21, a guarnição da viatura de prefixo 5298 foi informada por populares de que na rodovia estadual RS-734, estrada que liga o centro da cidade ao balneário Cassino, próximo ao Centro Português, havia uma colisão entre dois veículos.

Quando chegaram ao local, os policiais constataram que o veículo Gol, branco, placa ILG9787, conduzido por A.A.B., de 58 anos, encontrava-se no meio da rodovia, com a lateral dianteira direita amassada e o carro Citroën, C3, preto, placa IOH4888, guiado L.K., de 36 anos, estava com parte da frente danificada.

Os dois condutores dos veículos foram submetidos ao teste com o etilômetro (bafômetro), os quais apresentaram respectivamente 0,37- 0,38 e 0,42 – 0,39 miligramas de álcool por litro de sangue.

Diante dos fatos, foi dado voz de prisão em flagrante para ambos os motoristas, que foram levados para a Delegacia de Polícia e Pronto Atendimento (DPPA). Logo em seguida, os envolvidos foram levados para exames no Instituto Geral de Perícia (IGP). Os automóveis foram recolhidos pela Brigada Militar para um depósito autorizado pelo Detran.

A nova lei que proíbe a venda de bebidas nos trechos rurais das rodovias federais determina que não será aceito qualquer teor alcoólico no sangue dos motoristas em qualquer via. Até então, havia tolerância de até 0,6 gramas por litro, o que correspondia a aproximadamente duas latas de cerveja. Agora, a tolerância é zero. A lei também considera a lesão corporal provocada por motorista que dirigir embriagado como crime doloso.