Motoristas que trafegam pela CE-060 (Estrada do Algodão) estão reclamando contra a instalação de uma lombada eletrônica no Km 289, próximo à entrada da cidade de Mombaça, que tem o limite máximo de velocidade em 40 km por hora.

O resultado é o crescente número de multas por excesso de velocidade cujo valor é de R$ 574,61. Além de considerarem baixo o limite máximo de velocidade (40 km/h), os motoristas alegam que não há sinalização para os que saem da cidade de Mombaça em direção a Acopiara. “Somos surpreendidos e por causa do limite de velocidade que é baixo, os veículos são multados”, reclama o representante comercial, Aguinaldo Ferreira. “Isso é um absurdo e parece que foi feito para arrecadar dinheiro”.

Os motoristas observam que a maioria das lombadas eletrônicas tem como limite máximo, 60 km por hora.

Na rodovia, os motoristas vêm em velocidade superior e facilmente são multados. “Não há nada que justifique uma velocidade tão baixa porque é um trecho em que a rodovia fica distante das casas”, disse o agropecuarista Valdemar de Souza. “Deveria ser como nos outros trechos, 60 km/h”.

Não são apenas os motoristas que passam pela CE-060 que reclamam contra a instalação da barreira eletrônica. Os moradores da cidade de Mombaça também protestam. Para eles, a maneira como foi instalada a lombada eletrônica funciona como uma armadilha para os condutores de veículos.

O empresário Francisco Peixoto observa que na cidade de Iguatu, na avenida Cruzeiro do Sul, área de intenso tráfego, trecho estreito, continuação da CE-060, o limite de velocidade na lombada eletrônica é de 60 km/h. “Não dá para entender essa disparidade”.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de Mombaça, e do Conselho Comunitário de Desenvolvimento Social (CCDS), Vauíres Avelino, confirma que há muitas reclamações. “Nós vamos ingressar com uma ação no Ministério Público”, anunciou. “A lombada funciona como uma cilada para quem sai da cidade pois não existe sinalização”, disse. Ele também discorda do limite de velocidade. “Deveria ser 60km / h”.

Dert esclarece sobre lombadas eletrônicas

Em esclarecimento à matéria veiculada sob o título “Excesso de velocidade – Motoristas reclamam de lombada eletrônica na CE-060”, e como forma de elucidar os fatos constantes na citada matéria, a Assessoria de Comunicação e Marketing do Departamento de Edificações, Rodovias e Transportes do Ceará (DERT), informa que as lombadas eletrônicas do trecho citado da CE-060, foram implantadas mediante estudos técnicos (por tratar-se de acesso urbano) e também por solicitação da população local. Antes das lombadas funcionarem em caráter oficial houve um período educativo de trinta dias.

Segundo o engenheiro Osci Pinheiro, Assessor de Trânsito do Dert, existe sinalização vertical e horizontal, onde a velocidade máxima permitida é indicada de forma gradativa. “A sinalização está até mais completa do que exige a lei”, afirma. Osci Pinheiro alerta para os casos de vandalismo nas placas de sinalização, e pede à população que informe ao Dert, caso haja depredação desse material e do próprio equipamento eletrônico, como já ocorreu antes, comenta. Para mais informações e denúncias sobre problemas nas rodovias estaduais, a população pode ligar para o serviço “Alô Dert”, no 0800 85 6768.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui