Onze veículos se envolveram em batidas por causa da fumaça

Uma pessoa morreu carbonizada e três ficaram feridas após uma saída de pista e capotagem no km 378 da BR-101, em Morro da Fumaça, no Sul do Estado. Por causa da fumaça proveinente do carro, outros 11 veículos se envolveram em um engavetamento. O segundo acidente também resultou em novos feridos leves. Com o acidente o trânsito ficou lento nos dois sentidos da rodovia por duas horas gerando longas filas no local.

De acordo com as informações repassadas pela PRF, Ângelo da Silva, 33 anos, que conduzia o Fusca MAS-7102 (Urussanga), perdeu o controle do veículo, saiu da pista e capotou. Com o impacto o veículo pegou fogo rapidamente. Sebastião Carlos Bernardino, 18, Daniela da Silva, 3, e o motorista conseguiram sair do veículo. A outra caroneira, Maria do Carmo da Silva, 38, não teve a mesma sorte. Presa às ferragens, ela não conseguiu escapar e morreu carbonizada. Os outros ocupantes do carro foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros com ferimentos leves.

O incêndio se alastrou pelas margens da rodovia provocando uma densa cortina de fumaça, que dificultou a visibilidade dos motoristas. Em virtude disso, outros 11 carros que passavam pelo local se envolveram em um engavetamento. De acordo com os patrulheiros, o segundo acidente resultou em novos feridos, sem gravidade.

Pedro Alcis Rita, 43 anos, morreu atropelado no sábado, no km 152 da rodovia SC-451, em Caçador, no Meio-oeste do Estado. Ele foi atingido pelo caminhão Volkswagen MDW-5582 (Caçador), conduzido por Jandir Elizeu Piram, 36. Na noite do mesmo dia, um homem não identificado foi atropelado e morto pelo Vectra, DAL-2006 (Florianópolis), dirigido por Adalton Laureci Vicente. O acidente foi no km 195,7 da BR-101, em Biguaçu.

O operador de máquinas Albertino Geremias, 47 anos, foi atropelado na madrugada de ontem, na avenida Santos Dumont, bairro Aventureiro, em Joinville, e morreu no local. Segundo a Polícia Militar, dois veículos transitavam em alta velocidade e atropelaram o ciclista, que ia para o trabalho. Nenhum dos dois carros teria parado para prestar socorro. A Delegacia de Acidentes de Trânsito vai investigar o caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui