Um remanejamento de policiais e viaturas, da Região Metropolitana para pontos estratégicos no interior do Estado, foi o principal fator para um dos melhores Réveillon nas estradas federais do Ceará. A observação é do chefe da seção de policiamento e fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF), inspetor Stênio Pires. Do primeiro minuto do sábado, 31, às 23h59min da segunda-feira, 1, somente duas pessoas morreram em 30 acidentes registrados nas BRs do Estado.

“Tivemos que reorganizar nosso planejamento, em apenas uma semana, diante das cinco mortes ocorridas no Natal. Por conta de um grande desempenho de nossos policiais, conseguimos nosso objetivo”, ressaltou o inspetor da PRF, que lamentou as duas mortes ocorridas na manhã da segunda-feira, em Caucaia, em um único acidente. “Foi uma tragédia, principalmente por se tratar de uma estrada de pouco fluxo, usada somente por moradores da região”, comentou.

O acidente ocorreu na BR-222, à altura do quilômetro 12, entrada da localidade de Capuã, em Caucaia. Um Chevette colidiu frontalmente com um ônibus, que vinha no sentido contrário, após desviar de um ciclista. Francisco Flávio Fraga Vieira, 27, e a sua noiva Joyce de Oliveira Batista, 21, morreram e outras duas pessoas ficaram feridas. De acordo ainda com os dados da PRF, dos 30 acidentes registrados no período, 20 pessoas saíram feridas. No ano passado, foram 13 mortes. Em 2005, 24 mortes.

A chefia da seção de policiamento e fiscalização da PRF deu início ontem à operação da alta estação, que contará inclusive com um helicóptero que chegará de Recife, no próximo dia 10. A aeronave ficará no Ceará por um período de 20 dias. Paralelo às ações do período da alta estação, a PRF inicia ainda esta semana o estudo do trânsito para o Carnaval.

Todas as ações referentes às estradas federais, em 2006, serão divulgadas pela PRF até o próximo dia 20. “São dados sobre crimes de trânsito, prisões e procedimentos. Tudo de forma detalhada, com a faixa etária dos infratores e as regiões com maiores incidências de acidentes. Posso adiantar que houve um considerável aumento nos flagrantes por embriaguez, cerca de 70% a 80%”, revelou o inspetor.

A Companhia do Policiamento Rodoviário da Polícia Militar (CPRV), responsável pela fiscalização das estradas estaduais, também apresentou os números do Réveillon. Segundo os dados da companhia, do período entre o primeiro minuto do sábado, 30, até as 23h59min da segunda-feira, 1, foram registrados 34 acidentes, sendo 18 sem qualquer tipo de vítima. O número de feridos chegou a 23, enquanto sete pessoas morreram. A companhia reconheceu o aumento de mortos e feridos, em relação ao mesmo período do ano passado, e atribuiu à imprudência dos motoristas como a principal causa.