O fim de semana em Rio Branco promete ser movimentado em virtude das festas que estão sendo realizadas na capital e interior. Nesse período, os órgãos responsáveis pela Segurança Pública no Estado unificam suas atividades e formam uma força tarefa para garantir a tranqüilidade da população e bloquear a ação dos indivíduos que preferem usar o tempo para cometer crimes.

O trabalho em conjunto das polícias Militar, Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros, Detran, Ciatran e RBRTans transmite maior sentimento de confiança na população em relação à segurança. A ação dessas corporações abrange desde o centro da cidade aos bairros de difícil acesso, além da presença total no trânsito das estradas e rodovias.
Na estratégia de ação traçada pelos comandos está a fiscalização intensificada nas áreas de fronteira para evitar o tráfico de drogas, o roubo de veículos e o contrabando de produtos do país vizinho. Nisto também está incluído o patrulhamento efetivo dos policiais onde quer que haja movimento de pessoas na cidade e interior. A cobertura no trânsito é outra prioridade.

Os órgãos responsáveis pela segurança no setor contam com o apoio da PRF, que, além de monitorar as áreas de fronteira, ajuda na criarão barreiras policiais para os locais de maior incidência de acidentes. Várias reuniões foram realizadas entre os comandos dessas corporações para discutir o melhor plano de ação, tendo sido destacada ainda a importância da participação da comunidade na manutenção de um ambiente de paz.

Enquanto a maioria da população se diverte nas tradicionais festas que estão acontecendo neste fim de semana, um batalhão de policiais trabalha para garantir a ordem em todos os setores do Estado. A orientação é manter A vigilância onde quer que haja movimento de pessoas. Já no trânsito, são os motoristas que deverão seguir As regras, inclusive As que se referem à proibição de ingestão de álcool, sob pena de serem presos, perderem a habilitação e estragarem o passeio da família.

PM mantém efetivo de mais de dois mil homens nas ruas

O comandante da Polícia Militar, Romário Célio, garante que a instituição estará com um efetivo de 2.180 policias se revezando para garantir a segurança à população. Trinta agentes foram destacados com antecedência para auxiliar na guarnição de Brasiléia, onde acontece o Carnavale, o carnaval fora de época.

Enquanto um contingente maior se divide na fiscalização geral, outros 70 soldados atuam no estacionamento do estádio Arena da Floresta, onde acontece o Arraial Cultural e se aglomeram milhares de pessoas, entre adultos e crianças. O comandante explica que a presença da polícia é uma necessidade crescente. “Cada ano os municípios modificam a demanda. Ela nunca diminui. É sempre crescente”, frisa.

Para Romário Célio, vale ressaltar que, além da fiscalização de rotina, com vista à manutenção da paz na comunidade, os agentes têm ainda a atenção voltada para fazer valer a legislação que estipula o consumo zero de álcool entre os motoristas.

O secretário de Segurança Pública do Estado, Antônio Monteiro, lembra que os órgãos com seus efetivos se prepararam para atender a demanda e fazer cumprir as leis. Ele também afirma que o trabalho conjunto das instituições irá promover a proteção social e a construção da paz.
Infrações não serão toleradas, diz PRF

“A PRF não vai tolerar os excessos praticados pelos motoristas e nada que possa colocar em risco a segurança dos demais condutores e transeuntes”, garante inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Peregrino Silveira. De acordo com ele, uma das preocupações dos patrulheiros nesse período de festa nas cidades do interior do Estado é com relação ao transporte de passageiros em compartimento de carga.

Destaque também para a proibição do consumo de bebidas alcoólicas pelos motoristas e para as penalidades às quais os infratores estão sujeitos. O inspetor alerta ainda para os perigos causados pela cerração e pelos animais que invadem as pistas, o que requer maior atenção por parte dos condutores. Para ele, esses fatores juntos podem causar tragédia de grandes proporções.

Peregrino Silveira aconselha ainda que os motoristas evitem dirigir à noite e obedeçam à legislação com relação às regras de segurança dos veículos e ao não-consumo de álcool. “É bom lembrar que a lei 11.705 e os regulamentos contidos nos decretos 6.489 e 6.468 serão cumpridos com o rigor”, alerta.

Fiscalização no trânsito

“Tratamos de todo um aparato da segurança que vai garantir a tranqüilidade da população no fim de semana”, enfatiza o diretor do Detran, Cesário Braga. Ele faz questão de destacar a importância da participação da comunidade nas ações para que o objetivo seja alcançado.

“Nossas ações só terão efeito positivo se houver a participação ativa da comunidade, no sentido de contribuir para que tenhamos um trânsito mais seguro”, afirma. Ele elogia o trabalho de união dos órgãos de segurança no Estado, que inclui a participação efetiva da PRF, e garante que esse sentido de unidade é típico acreano.

“Não temos nenhuma dificuldade de nos reunir e traçar ações conjuntas para melhorar a segurança da população.”