Rodovia vai facilitar o trânsito de turistas

Depois de dez anos de espera, hoje é um dia de festa para os moradores de Penha, no Litoral Norte do Estado. Vai ser inaugurada, às 18h30, em frente ao Beto Carrero World, a rodovia que liga a região de Armação do Itapocoroy à rodovia BR-101, com a presença do governador Luiz Henrique da Silveira e do empresário Sérgio Murad, o Beto Carrero ­ que fará apresentações artísticas. O ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia também é esperado. “A conclusão dessa obra é esperada ansiosamente há 10 anos. De acordo com dados que recebi, a abertura provisória deste acesso resultou num acréscimo de 7% na movimentação de turistas na última temporada”, comentou o secretário de Infra-estrutura, Edson Bez.

O principal acesso ao município de Penha é através da rodovia SC-412, que durante a temporada, pelo grande fluxo de veículos, fica constantemente congestionada. Para chegar até o Parque Beto Carrero World, o turista também precisava passar pela avenida Eugênio Krause, e que também não suportava o grande tráfego de veículos. Com a inauguração do acesso 2, o deslocamento dos turista para o parque ou para as praias da região de Armação do Itapocoroy será mais tranqüilo.

Para o empreendedor, que foi o idealizador do projeto, a inauguração tem um sabor especial. Beto Carrero sentiu a necessidade da rodovia em 1994, três anos depois de instalar o parque em Penha. Os projetos foram avaliados pelos ex-governadores Vílson Kleinübing e Paulo Afonso Vieira, mas sem sair do papel. Beto Carrero buscou então ajuda do governo federal. Foi recebido em 1997 pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que demonstrou interesse pela obra, devido à importância do parque para o turismo brasileiro.Conforme Sérgio Murad, teria ficado acertado que a União entraria com 80% do investimento e o Estado, com o restante.

Ao assumir o Estado, em janeiro de 2003, Luiz Henrique da Silveira comprou a idéia e finalmente concluiu a construção, com contrapartida do Ministério do Turismo. A rodovia – que ainda não tem nome – tem nove quilômetros de extensão, com pistas duplas e canteiro central de quatro metros, e é toda iluminada. O projeto, que inclui um viaduto no entroncamento com a BR-101, no Km 105, custou R$ 25 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui