Buracos, trechos sem asfalto, mato invadindo o acostamento, falta de sinalização. É o estado que se encontra a BR-020 no trecho próximo à entrada de Parambu, no Sertão dos Inhamuns, a 475 quilômetros de Fortaleza, até o município de Picos, no estado do Piauí. Motoristas de caminhão, de transportes alternativos que fazem o trajeto entre as cidades e localidades próximas como Miranda e Canabrava reclamam das dificuldade de trafegar por ali. Até a cidade de Tauá, antes de Parambu, de quem sai de Fortaleza, o trecho da BR-020 foi recuperado, mas, segundo os moradores e motoristas que passam pelo local, desde a construção da rodovia, em 1974, nunca houve o cuidado de fazer a manutenção constante da estrada federal.

“O caminho daqui (Parambu) até o município de Picos (PI) está todo estragado. Tem buracos, o asfalto acabou em alguns pontos e só vejo é os motoristas reclamando. Esse ano ajeitaram uns pedaços aí pra cima, até Tauá, mas o resto deixaram”, diz o agricultor Adão Almeida que mora na localidade de Riacho dos Cavalos, às margens da BR-020, em Parambu. Ele diz que já presenciou muitos carros quebrarem, principalmente à noite, porque falta sinalização e os motoristas não visualizam os trechos estragados.

Adão diz também que muitos acidentes ocorrem no trecho que corta a localidade, por causa da presença de animais na pista. “São jumentos, cavalos, bois e bodes. Eles ficam no meio da pista e os motoristas que estão em alta velocidade não podem frear a tempo. Ai acontece a batida e até o capotamento. À noite, com escuridão, fica mais perigoso”, opina.

O mototaxista Antônio Otacílio Noronha diz que há quatro anos tem de enfrentar a buraqueira, todos os dias, para trabalhar. “O meu serviço é transportar pessoas, então não tem como fugir dessa buraqueira. No tempo que estou nessa rotina não vi ninguém consertando essa rodovia, pelo menos nesse trecho”, diz. Otacílio mora na localidade de Salgado, em Parambu. Conta que já foi vítima de assalto e culpa as más condições da rodovia.

“Como a gente tem de diminuir a velocidade, ficam assaltantes aguardando escondidos nesses matos na beira da estrada e atacam a gente. É um perigo”, diz o mototaxista. Ele aconselha às pessoas a não trafegarem à noite pelo trecho por causa dos acidentes e dos assaltos.

O coordenador do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit) no Ceará, Armando Fontenele, informou ontem que a recuperação do trecho da BR-020 entre a entrada da Parambu e a divisa do Piauí depende só da licitação das obras que será feita pelo Dnit, em Brasília. Ele diz que estão sendo concluídos os trabalhos de recuperação das BRs 222 (Região Norte) e 230 (Região do Cariri) e logo que seja feita a licitação, começam os serviços no trecho esburacado da BR-020.