Motoristas de caminhões ou carretas que transitarem com peso excessivo pelas rodovias goianas e federais que atravessam o Estado vão pagar dois tipos de multa ao mesmo tempo – a fiscal e a rodoviária. A mudança, discutida nesta segunda-feira (1° de março) pela Secretaria da Fazenda e a Agetop, visa reduzir os estragos nas estradas, muitos deles provocados pelas chuvas e pelo tráfego pesado.

O gerente de Fronteiras da Secretaria da Fazenda, Filemon Machado, disse que a pasta possui balanças para pesagem nas principais vias de acesso ao Estado. Em Corumbaíba, Catalão, Itumbiara, São Simão e Santa Rita do Araguaia, as balanças conferem as cargas de mercadorias dos caminhões e, quando há excesso, os motoristas são obrigados a pagar o ICMS não declarado na nota fiscal.

A ordem agora é conferir se a carga excede o limite fixado pela Agetop e Dnit para as rodovias e comunicar as infrações à Polícia Rodoviária, com a apreensão do veículo. Trabalham nessa operação, 250 fiscais goianos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui