O acesso dos moradores entre a cidade de Macau e a Ilha de Santana será feito por uma ponte de concreto definitiva. A passagem de um lado a outro sobre o Rio Piranhas-Assu é feita hoje sobre uma ponte de madeira com apenas 2 metros de largura, onde carros e pedestres se misturam.

A obra do Governo do Estado, orçada em R$ 12 milhões e prevista para terminar em cerca de mais oito meses, será executada pela Secretaria Estadual de Infra-Estrutura. Além de trazer mais segurança para os moradores da região, a nova ponte reforçará o escoamento da produção salineira e de camarões.

Com 380 metros de comprimento, 14 de largura e sete de altura sobre o leito do rio, a nova ponte de concreto terá duas pistas para passagem de veículos e duas passarelas laterais para pedestres e ciclistas. “A altura vai permitir a navegabilidade do rio. É muito comum o uso de barcos pelos moradores naquela região”, diz o secretário estadual de Infra-Estrutura, Adalberto Pessoa de Carvalho.

Junto com a ponte, estão sendo construídas as novas tubulações de água e também de esgoto da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern). Os canos antigos foram rompidos no primeiro semestre deste ano durante as fortes chuvas que atingiram o Estado.