A Prefeitura de Boa Vista pretende concluir os trabalhos de duplicação da BR-174, totalizando sete quilômetros, até outubro próximo. As obras estão em fase de finalização, faltando algo em torno de 500 metros.

A ponte sobre o igarapé Grande, localizado poucos metros após o antigo posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal, já está com toda a estrutura pronta, faltando apenas o lançamento das vigas.

O tráfego da avenida Brasil (BR-174) está interditado no trecho compreendido da entrada da 1.ª Brigada de Infantaria de Selva até o Hospital Santo Antônio, no sentido Mucajaí – Boa Vista.

Nesse trecho, as máquinas trabalham na restauração e alargamento da pista da BR – 174. Quando estiver concluído, será a vez de interditar a pista no sentido contrário para a realização do mesmo trabalho. Dos 7 metros de largura atuais, as duas pistas ficarão com 10,5 metros cada.

O viaduto de acesso ao bairro Raiar do Sol, na intercessão da avenida Estrela D’Alva com a BR-174, com 15 metros de comprimento, está em fase de implantação da parte de terra armada (colocação das placas de concreto que farão a sustentação do aterro).

O viaduto da entrada do Contorno Oeste, que mede 33 metros de comprimento, começa a receber as vigas que sustentarão a pista de rolamento. Paralelamente a isso, também está sendo construída a terra armada.

Após o término dos trabalhos de duplicação e dos viadutos na BR-174, as equipes terão mais os meses de novembro e dezembro para concluir o trabalho de sinalização (pintura de faixas, instalação de placas, etc.), o plantio de grama e a construção de meios-fios e sarjetas. Tudo deverá ser concluído até o fim de dezembro.

Contorno Oeste
Com extensão total de 28,7 quilômetros de pista, com 12 metros de largura, essa nova via de tráfego já conta hoje com 11 quilômetros prontos, com asfalto, sinalização, meios-fios, sarjetas e grama plantada. Esse trecho vai da BR-174/Sul até a RR-205 (estrada de Alto Alegre).

Os trabalhos de terraplenagem (base, sub-base, aterros, bueiros, etc.) dos 17,7 quilômetros restantes, que vão da RR-205 até a ligação com a BR-174/Norte, estão em andamento. Em breve se iniciará também a construção dos acessos às pontes sobre o rio Cauamé e igarapé Taboca. A previsão é que tudo esteja concluído até o fim de abril de 2009.

Retorno social
Os trabalhos do Contorno Oeste e duplicação da avenida Brasil (BR-174) estão orçados em 61 milhões de reais, sendo R$ 58 milhões provenientes do Ministério dos Transportes e R$ 3 milhões de contrapartida da Prefeitura de Boa Vista. A obra vai permitir a retirada do tráfego pesado (carretas) da área urbana, além de facilitar o escoamento do tráfego na saída e entrada de Boa Vista no sentido Manaus, por meio da duplicação daquela artéria.

O Contorno Oeste facilitará a operacionalização da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), que tem área física de 166 hectares definida pela Prefeitura de Boa Vista, com locação nas imediações da nova via. Na área de geração de emprego e renda, o projeto é igualmente relevante, pois gera cerca de 600 empregos diretos e indiretos.